Subscribe Now

Trending News

4 motivos para investir em saúde ocupacional
Saúde no Trabalho

4 motivos para investir em saúde ocupacional

Saúde ocupacional é um tema muito importante nas empresas. É um setor específico dentro da área da saúde, que lida com a saúde voltada para o trabalhador.

As organizações estão cada vez mais conscientes da importância que um colaborador tem para elas. Afinal, são eles que compõem a empresa.

Confira, então, 4 motivos para gestão da saúde e da segurança no trabalho estar cada vez mais presente na estratégia e nas prioridades das empresas.

1. Segurança ocupacional é um investimento

Sim! Investir em segurança ocupacional é realmente um investimento.

Tanto empregados quanto empregadores podem obter os benefícios da segurança e saúde ocupacional. Esses benefícios vão desde a melhora na qualidade de vida até ao aumento da produtividade e redução de custos com multas, acidentes e encargos trabalhistas.

Por isso, para evitar esses custos e promover um melhor ambiente de trabalho,  as empresas estão dando cada vez mais atenção à saúde e segurança do trabalho (SST). Investem, então, em ações de prevenção de acidentes e de promoção da saúde e bem-estar no trabalho.

É um investimento que os gestores, segundo a pesquisa realizada pelo Serviço Social da Indústria (SESI), verificaram em 48% a redução nas faltas ao trabalho. Além disso, 43,6% deles constaram aumento da produtividade e 34,8% apontaram redução de custos com a saúde dos trabalhadores.

Ou seja, uma elevada importância dada à gestão de saúde e segurança no trabalho, reflete-se na redução de acidentes e doenças ocupacionais no Brasil.

2. Reduz acidentes de trabalho e doenças ocupacionais

O crescimento de afastamentos por doenças não relacionadas ao trabalho é um desafio a ser enfrentado.

Por exemplo, as doenças não relacionadas ao trabalho são as osteomusculares, os transtornos mentais e comportamentais, os problemas de saúde causados por violência e acidentes de trânsito e as doenças crônicas não transmissíveis (diabetes, hipertensão, doenças do coração, etc.).

Dessa forma, as empresas precisam investir no colaborador,direcionando esforços em saúde e segurança no trabalho para ampliarem os resultados positivos.

A  saúde do trabalhador precisa ser pensada de forma mais integral para reduzir custos relacionados a ausências no trabalho, perda de produtividade e custos com planos de saúde.

Ao investir na segurança e saúde ocupacional, é possível prevenir situações que podem colocar em dúvida a integridade física e mental de seus trabalhadores. Ações de prevenção de riscos e de iniciativas à saúde possuem como objetivo reduzir o perigo de acidentes laborais e doenças ocupacionais.

As vantagens de um ambiente de trabalho seguro beneficia tanto trabalhadores quanto as empresas. Um ambiente saudável aumenta a produtividade do funcionário e reduz as chances de multas e afastamentos por acidentes ou doenças ocupacionais.

Sendo assim, as taxas de absenteísmo e a necessidade de contratações temporárias são reduzidas.

3. Custos reduzidos

O investimento em segurança e saúde ocupacional parecem altos, mas a médio e longo prazos são muito positivos.

Um erro comum, cometido pelas organizações, é levar em conta apenas os custos com maquinários e mudanças de processos. Isso pode elevar de forma gradual as despesas da empresa.

Ao realizar a troca de maquinários, alguns EPI’s podem não ser mais obrigatórios e o custo com sua entrega passa a não existir mais. Pode acontecer também a eliminação do ambiente insalubre e, com isso, a empresa não terá mais que arcar com adicional de insalubridade.

Além disso, pode se restringir o acesso ao ambiente periculoso a certos profissionais, reduzindo o valor pago de adicional de periculosidade.

Com a redução de acidentes, a empresa terá um FAP – Fator Acidentário de Prevenção – menor, o que impactará em um percentual mais baixo da RAT – Riscos Ambientais de Trabalho – a ser pago, conforme a Lei Orgânica de Seguridade Social, Lei nº 8.212, e pode representar a economia de um valor representativo.

4. Construção de uma boa imagem empresarial

A responsabilidade social, quando realmente praticada, é um fator relevante para a credibilidade das organizações.

Implantar ações com um cunho de responsabilidade social é uma forma de realizar os valores comunicados pela empresa. Assim, tanto a equipe quanto a sociedade vão perceber a imagem positiva.

Isso é um ponto a ser levado em consideração, visto que a imagem da empresa é um fator decisivo para agregar valor à marca e conquistar novos clientes.

Quando a responsabilidade social vai além da ideia institucional e do atendimento à legislação, e existe a preocupação em atender todas às exigências de saúde e segurança, de forma a zelar pelos trabalhadores e proporcionar melhor qualidade de vida, a empresa está construindo uma imagem de referência e autoridade no seu âmbito profissional.

Gostou do post? Quer ficar por dentro de outras dicas como essa e garantir a saúde de seus colaboradores? Então, siga nosso Facebook e nosso LinkedIn e acompanhe as novidades!

fale conoscoPowered by Rock Convert

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *