câncer de próstata câncer de próstata

Câncer de próstata: vamos falar sobre isso?

5 minutos para ler

O câncer de próstata é o segundo tipo de câncer entre os homens, perdendo apenas para o câncer de pele do tipo não melanoma. Segundo o INCA, são 68.000 novos casos por ano.

Mas, afinal, o que é próstata?

A próstata é uma glândula que só o homem possui e que se localiza na parte baixa do abdômen. Ela é um órgão pequeno, mais ou menos do tamanho de uma ameixa e se situa logo abaixo da bexiga e à frente do reto (parte final do intestino grosso, por isso o exame de toque é a forma mais efetiva de avaliar a sua posição e formato!).

A próstata envolve a porção inicial da uretra, tubo pelo qual a urina armazenada na bexiga é eliminada. A próstata produz parte do sêmen, líquido espesso que contém os espermatozoides, liberado durante o ato sexual.

São diversos os fatores de risco e mesmo assim, não significa que um homem com fatores de risco, vá desenvolver a doença ao longo da vida.

Como ele aparece? Como identificar?

O câncer de próstata é uma doença de evolução muito lenta e considerado uma lesão da terceira idade, já que a maioria dos casos acontece a partir dos 65 anos! É um crescimento anormal e descontrolado das células da próstata.

No entanto, na maioria dos casos, seu crescimento é muito lento e a grande maioria leva até 15 anos para atingir 1 cm cúbico, sem causar nenhum sintoma. Mas há casos graves onde ele se espalha rapidamente para outros órgãos podendo levar a morte!

O câncer de próstata pode ser detectado em fases iniciais, em especial se tiverem sintomas associados:

  1. Dificuldade ao urinar;
  2. Demora para começar e terminar de urinar;
  3. Sangue na urina;
  4. Diminuição do jato da urina;
  5. Necessidade de ir mais vezes ao banheiro para urinar;
  6. Sensação de esvaziamento incompleto da bexiga.

No entanto, os sintomas acima podem estar presentes em condições benignas, como a Hiperplasia Prostática Benigna (HPB) que é um aumento que acontece naturalmente com o passar da idade e afeta até metade dos homens acima de 50 anos, ou a Prostatite, uma inflamação geralmente causada por bactérias.

Fatores que aumentam o risco de câncer de próstata

Assim como em várias doenças, há fatores que aumentam o risco de desenvolver o câncer de próstata:

1. A idade é um fator de risco importante, uma vez que tanto a incidência quanto a mortalidade aumentam significativamente após os 50 anos;

2. Pai ou irmão com câncer de próstata antes dos 60 anos, podendo refletir tanto fatores genéticos (hereditários) quanto hábitos alimentares ou estilo de vida de risco de algumas famílias;

3. Excesso de gordura corporal aumenta o risco de câncer de próstata avançado. Já viu uma coisa né? Manter hábitos saudáveis vem, de novo, pra mostrar que é muito mais que fazer sumir aquela barriga de chope! Cuide-se!

A detecção precoce

Homens sem sintomas precisam fazer o exame? A detecção precoce do câncer é uma estratégia para encontrar o tumor em fase inicial e, assim, possibilitar melhor chance de tratamento. O câncer da próstata pode ser identificado com a combinação de dois exames:

Dosagem de PSA: exame de sangue que avalia a quantidade do antígeno prostático específico;

Toque retal: como a glândula fica em frente ao reto, o exame permite ao médico palpar a próstata e perceber se há nódulos (caroços) ou tecidos endurecidos (possível estágio inicial da doença). O toque é feito com o dedo protegido por luva lubrificada. É rápido e indolor, apesar de alguns homens relatarem incômodo e terem enorme resistência em realizar o exame.

Nível de PSA

Na maioria dos homens, o nível de PSA costuma permanecer abaixo de 4 ng/ml. Alguns pacientes com nível normal de PSA podem ter um tumor maligno, que pode até ser mais agressivo, por isso esse exame, feito de forma isolada, não pode ser a única forma de diagnóstico.

Nenhum dos dois exames têm 100% de precisão. Por isso, podem ser necessários exames complementares. Não há evidência científica de que o rastreamento do câncer de próstata traga mais benefícios do que riscos. Em caso de sintomas e presença de fatores de risco, procure seu médico, uma vez que eles estão presentes em doenças benignas e comuns mas também no câncer.

Fique atento, cuidar de si também é coisa de homem!

Texto baseado em material disponibilizado em https://www.inca.gov.br/tipos-de-cancer/ cancer-de-prostata/profissional-de-saude

Dr. Gustavo Scaramuzza

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário