Descubra como funciona a doação de sangue Descubra como funciona a doação de sangue

Doação de sangue: Descubra como funciona

5 minutos para ler

A doação de sangue é um ato de solidariedade que assegura um atendimento rápido e seguro, com o objetivo de salvar vidas que precisam de tal demanda.  

De acordo com dados do Ministério da Saúde, divulgado pela Agência Brasil, hoje a taxa de doação de sangue voluntária no Brasil é de 1,6%, o que está dentro da margem ideal determinada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), estipulada entre 1% e 3% por país. 

Ainda assim, este número é considerado baixo para algumas pessoas e entidades. Inclusive, com a chegada do Covid-19 as doações tiveram uma baixa de 20% em 2020. Por este motivo, a pauta da doação de sangue está em alta este ano, mais do que de que costume. 

Afinal, é a partir deste ato que as reposições dos estoques dos hemocentros são feitas, garantindo atendimento para transfusões, transplantes, e outros procedimentos e intervenções hospitalares como doenças crônicas graves ou calamidades diversas.  

Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, uma única doação pode salvar até 4 vidas! Se você tem interesse em realizar uma doação de sangue, mas não sabe muito bem como é este procedimento, continue lente este post até o final.  

Quem pode doar sangue? 

Pessoas entre 16 e 69 anos com, no mínimo, 50kg podem doar sangue, desde que apresentem documento oficial com foto e, no caso de menores de 18 anos, um consentimento formal dos seus responsáveis.  

Também existem alguns requisitos para que seja possível realizar a doação: 

  • Ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas; 
  • Ter se alimentando com opções saudáveis e leves nas 3 horas antecedentes a doação; 
  • Não ter ingerido bebidas alcoólicas nas últimas 24 horas; 
  • Não ter fumado nas últimas 2 horas.

É válido ressaltar que só é possível doar sangue até os 69 anos, caso a pessoa tenha um histórico de doação antes dos 60.  

Mulheres podem doar sangue com um intervalo mínimo de três meses e no máximo três vezes por ano. Já para os homens, o intervalo fica a cada dois meses, com no máximo quatro doações anuais.  

Pessoas que tiveram Covid-19, podem doar sangue, desde que estejam por, no mínimo, 30 dias após a sua recuperação sem nenhum sintoma. 

Quem não pode doar sangue? 

Existem características temporárias e definitivas que impendem a doação de sangue.  

Características temporárias: 

  • Estar com gripe, resfriado, diarreia ou conjuntivite; 
  • Estar em gestação, em casos de parto normal somente após 90 dias e em casos de cesariana a partir de 180 dias, ou estar amamentando; 
  • Ter feito tatuagem ou colocado piercing nos últimos 12 meses; 
  • Ter feito extração ou canal dentário nas últimas 72 horas; 
  • Ter feito transfusão de sangue no último ano; 
  • Ter sofrido exposição a situações de risco e, ou, infecções sexualmente transmissíveis nos últimos 12 meses. 

Características definitivas que impedem a doação de sangue:

  • Ter quadro de hepatite após os 11 anos; 
  • Ter diagnóstico de doenças transmissíveis pelo sangue como Hepatites B e C, vírus HIV, doenças associadas aos vírus HTLV I e II e doença de Chagas; 
  • Ter tido malária; 
  • Fazer uso de drogas ilícitas injetáveis; 
  • Ter piercing em cavidade oral ou região genital.  

Esses são os principais impedimentos, mas existem outros com diferentes períodos de recuperação.   

Como funciona a doação de sangue? 

Doar sangue é simples, basta procurar e entrar em contato com unidades de coleta de sangue próximas a você, confirmar se você atende aos requisitos necessários e agendar a sua doação.  

No dia, o doador passará por uma triagem clínica e laboratorial que avaliará sua condição física, segundo instruções nacionais e internacionais para coletar informações como altura, peso, pressão arterial, além de um teste para verificar se há anemia.  

Também será preciso responder, aproximadamente, 40 questões sobre seus hábitos de vida como alimentação, cuidados com a saúde, uso de medicamentos e afins. Esses procedimentos são importantes tanto para quem doa, quanto para quem recebe o sangue, pois tem o objetivo de diminuir as chances de contaminação através da avaliação do sistema imunológico.  

Para que seja algo tranquilo, fique sabendo que dos, cerca de, 5 litros de sangue que um corpo adulto possui, apenas 450ml são retiradas na doação, ou seja, menos de 10% da quantidade total, sendo que em até 24 horas o seu organismo repõe o volume que foi retirado.   

Além disso, a cada dozes meses, ao doar sangue, é possível tirar o dia de folga no trabalho, escola ou faculdade, sem prejuízos ao doador. Isso acontece para que o corpo possa fazer uma recuperação rápida em descanso.  

Doar sangue não traz problemas à saúde, então não é preciso se preocupar, visto que é um procedimento simples, seguro e rápido com uma média de duração entre 40 minutos e uma hora. 

Conheça a campanha #DoeSangue do Ministério da Saúde. 

Para acompanhar mais informações como essa, fique de olho em nosso Instagram e Facebook.   

Posts relacionados

Deixe um comentário