Como funciona o atestado de acompanhamento? Como funciona o atestado de acompanhamento?

Como funciona o atestado de acompanhamento?

3 minutos para ler

O que é o atestado de acompanhamento?

O atestado de acompanhamento, também conhecido como declaração para acompanhante, é um documento com validade jurídica no Brasil. Nesse sentido, esse atestado justifica a falta de um colaborador que acompanhou um paciente em consultas, exames, internações, ou uma cirurgia. 

Sendo assim, o profissional de saúde responsável pelo procedimento descreve no atestado de acompanhamento o que ocorreu no atendimento.

Um ponto importante é de que o abono de faltas do colaborador para acompanhamento de filhos menores de seis anos e companheiro gestante é obrigatório por lei.

Continue a leitura e entenda!

Como ele funciona?

Quando o colaborador precisa faltar ao trabalho para acompanhar seu cônjuge ou filhos ao médico, por exemplo, ele pode solicitar ao profissional da saúde um atestado de acompanhamento.

Em geral, o atestado é feito em papel timbrado (ou seja, com a identidade visual da clínica ou consultório), e conta com o carimbo e assinatura do médico. Da mesma forma, ele deve conter o nome tanto do paciente, quanto do acompanhante.

Por outro lado, é importante que o atestado de acompanhante não garante que não haverão descontos na remuneração do colaborador – apenas para filhos menores de seis anos e companheiras grávidas.

Um ponto muito importante é de que a empresa precisa aceitar o atestado, desde que ele esteja preenchido de acordo com as diretrizes.

Qual a diferença do atestado comum e de acompanhamento?

O atestado médico comum é o documento que o profissional de saúde fornece ao paciente quando ele precisa realizar um procedimento médico, ou até mesmo se afastar do trabalho por algum tempo.

Sendo assim, o atestado comum é um documento com validade legal, sendo uma garantia de que a falta do funcionário é justificada. Entretanto, essa exigência não pode infringir a privacidade e a liberdade do colaborador.

Já no caso do atestado de acompanhante, o funcionário justifica a falta por ter acompanhado um procedimento de saúde de uma segunda pessoa. Nesse sentido, o colaborador pode apresentar o atestado quando o parentesco com o paciente é próximo.

Sendo assim, pais que acompanham filhos menores de seis anos podem faltar por um dia, e, para acompanhamento de parto, o período é de dois dias.

Agora, você já sabe o que é e como funciona um atestado de acompanhamento! É muito importante saber sobre o processo, para oferecer auxílio para a família, caso seja necessário.


Gostou de esclarecer as suas dúvidas sobre o atestado de acompanhamento? Ainda ficou com algum questionamento? Então, não deixe de fazer um comentário aqui no post!

Posts relacionados

Deixe um comentário