Começar um negócio ou mantê-lo economicamente rentável exige um exercício diário de duas coisas: leitura constante de cenário econômico e planejamento de ações de acordo com a realidade encontrada.

Em se tratando de Brasil mais ainda. Com uma economia e política cada vez mais instáveis e polêmicas, cada acontecimento pode influenciar na economia do País e, consequentemente, a todos nós, sejamos empresários ou não. 

Exemplo disso é a recente ameaça de sansão ao Brasil, com relação a acordos internacionais de comércio com o Mercosul e União Européia, diante do avanço desenfreado das queimadas na Amazônia.

Esse- entre tantos acontecimentos diários- afetam diretamente a economia de um modo geral e é preciso estar atento antes de dar qualquer passo, especialmente para evitar problemas com as finanças.

Contas em dia

Manter a saúde financeira de uma empresa também garante sua tranquilidade. E o primeiro passo não poderia ser outro senão manter as contas em dia.

Respeitar os prazos de pagamento de fornecedores, funcionários e outros prestadores de serviço, além de honrar com os compromissos evita o pagamento de juros e taxas, que oneram a planilha de gastos. E, como diz o ditado: bom pagador tem crédito na praça. Afinal nunca sabemos quando podemos precisar.

Na ponta do lápis

Uma empresa saudável é aquela que sabe exatamente o seu fluxo de caixa, o que entra e o que sai. Cada gasto que é feito, por menor que seja, tem que ser discriminado em uma planilha detalhada. Além de organizar as finanças, isso ajuda muito na tomada de decisões. 

Antes de fazer uma viagem você primeiro verifica se tem dinheiro na conta para despesas como passagens e hospedagens. Se esses dados não estão organizados como vai saber se pode pagar? O mesmo acontece com a empresa. 

Consequências negativas

Há várias consequências negativas de uma má gestão financeira em uma empresa, isso porque todos os setores da organização dependem dos recursos para dar andamento ao trabalho.

Quando o repasse é insuficiente ou suspenso, compromete a execução de projetos, contratos, paralisam operações e podem até gerar problemas mais graves como a extinção de alguns setores e até o encerramento da empresa.

Planejamento

Quando a empresa vai bem é comum ter o impulso de investir mais, seja na expansão, ou na criação de novos projetos, ou mesmo na compra de materiais novos, mudança de sede. Nessa hora é sempre bom revisar as contas e avaliar a real necessidade de tais investimentos.

Não podemos esquecer que é importante ter um recurso reserva para emergências, como a pane de um equipamento importante ou alguma despesa que não estava programada. Antes de qualquer gasto é preciso planejar.

Leitura de cenário

Lembrando o primeiro conselho, lá no início do texto. Sempre faça uma leitura do cenário econômico, esteja atento às mudanças, pois atualmente elas acontecem muito rápido. A vantagem é que temos muitos meios para acompanha-las.

Saber onde está pisando antes de tomar qualquer decisão, principalmente se for financeira, previne dor de cabeça futura. Este conteúdo sobre a importância da prevenção da saúde financeira da sua empresa foi útil para você?

Então, siga-nos nas redes sociais e não perca nenhuma atualização. Estamos no Facebook e no LinkedIn!

Texto: Luciana Cavalcante

fale conoscoPowered by Rock Convert