coronavírus perguntas coronavírus perguntas

Coronavírus: confira as últimas perguntas sobre o tema!

7 minutos para ler

No artigo de hoje, queremos esclarecer algumas dúvidas sobre o Coronavírus.

Confira as respostas que estão no nosso canal Pergunte ao Médico e não entre em pânico!

1. O que fazer se estiver com sintomas de Coronavírus?

Bom dia, estou com alguns sintomas de Coronavírus. O que devo fazer?”
Se seus sintomas são leves, é indicado que permaneça em casa, sem entrar em contato com outras pessoas, principalmente idosos e crianças e, se possível, utilizando um quarto e um banheiro separado dos outros moradores da sua casa e se necessário entrar em contato com alguém, utilize máscara cirúrgica e a outra pessoa deve utilizar máscara N-95.

Fique em isolamento por pelo menos 7 dias após os sintomas cessarem. Caso seus sintomas piorem ou apresente algum novo sintoma que o preocupe, entre em contato com um médico. 

2. Sintomas que diferem uma gripe do Covid19

Os sintomas mais comuns do Covid-19 é de febre associado a tosse,  falta de ar, coriza ou dor de garganta.

Clinicamente não há diferença entre as duas doenças. Sendo assim, é importante saber se houve contato com alguém com confirmação da infecção por Covid-19, ou com retorno de viagem de fora do Brasil, ou se você mesmo está retornando de viagem.

No entanto, os estados do Rio de Janeiro e São Paulo já possuem casos de infecção comunitária, ou seja, quando não podemos mais identificar com precisão a relação da infecção com viagens ou pessoas que viajaram.

Dessa forma, atentamos para a impossibilidade de distinção clínica entre uma gripe comum e a síndrome respiratória causada pelo novo coronavírus.

3. Sintomas de resfriado sem febre

Desde a ultima quinta feira estou com sintomas de resfriado. Indisposição, pouca coriza, pouca tosse e pequena irritação na garganta. Sem febre. Isto me preocupa, o que devo fazer além de ficar confinado em casa (já estou)?

Neste momento uma das medidas mais importantes é o isolamento. Permanecer em casa, exceto se for necessário buscar ajuda médica, não visite áreas públicas e evite transportes públicos, táxis e caronas.

  • Monitore seus sintomas. Se se sentir pior, entre em contato com seu médico antes de procurar a emergência, se for possível;
  • Se precisar ir ao médico ligue antes e diga se você é caso suspeito ou confirmado de coronavírus e use máscara, para que os profissionais e outros pacientes possam ser protegidos;
  • Use máscara se estiver perto de outras pessoas;  use máscara cirúrgica perto de seu cuidador e se você for o cuidador de um caso suspeito ou confirmado, use a máscara n-95 ao se aproximar. Porém é importante evitar ao máximo o contato com outras pessoas;
  • Mantenha-se separado das outras pessoas que moram com você bem como pets, permanecendo em um quarto separado e se disponível, utilizar um banheiro separado. Enquanto estiver isolado, outra pessoa deve cuidar dos animais de estimação;
  • Ao tossir ou espirrar, cubra seu rosto com lenço de papel e jogue-o na lixeira logo após, e se não houver, use a parte interna do cotovelo para cobrir sua face. Lave sempre as mãos logo após com água e sabão. Lave também após usar o banheiro, antes de preparar alimentos, antes de comer e antes e após tocar o rosto ou superfícies que são frequentemente tocadas por muitas pessoas e se as mãos estiverem visivelmente sujas. Se água e sabão não estiverem disponíveis, utilize álcool em gel 70%;
  • Evite compartilhar objetos pessoais, como pratos, talheres e copos, e após lave-os completamento com água e sabão. Evite também toalhas, telefones, camas e banheiros;
  • Limpe as superfícies tocadas com frequência por várias pessoas diariamente com água e sabão e após desinfetante.

4. Fazer ou não o exame?

“Bom Dia. Inicio da semana passada fiquei com leve gripe. Coriza, tosse e dor na garganta. No domingo tive um inicio de diarreia, fui ao banheiro 5 vezes durante o dia.

Hoje estou melhor porem ainda com crises de tosse e indo ao banheiro bem menos, 1 ou 2 vezes durante o dia. Não tive febre. Náo tenho falta de ar.

Me preocupa estes sintomas porque o corona esta espalhado por todos os cantos do Brazil. Por conta propria estou em quarentena desde sabado. Moro sozinha, mas no sabado recebi minha manicure em casa e deu uma saidinha para ir a farmacia e no mercadinho perto de casa. Ah, usei 4 pastilhas Strepsils e 4 benalet. Agora acabaram. devo me medicar ou fazer algum exame?”

 Os sintomas  mais comuns do Covid-19 é de febre associado a tosse,  falta de ar, coriza ou dor de garganta.

Sendo assim, é importante saber se houve contato com alguém com confirmação da infecção por Covid-19, ou com retorno de viagem de fora do Brasil, ou se você mesmo está retornando de viagem.

No entanto, os estados do Rio de Janeiro e São Paulo já possuem casos de infecção comunitária, ou seja, quando não podemos mais identificar com precisão a relação da infecção com viagens ou pessoas que viajaram.

É recomendado que pessoas com os sintomas  suspeitos realizem medidas preventivas como: Evitar aglomerações e o transporte público, lavar as mãos com maior frequência e durante pelo menos 20 segundo, ao tossir sempre cobrir o rosto, monitorizar os sintomas principalmente a febre e evitar ter contato próximo com outras pessoas.

Dessa forma, é recomendado procurar um médico para prosseguimento da investigação diagnóstica e/ou piora dos sintomas.

5. O que eu tenho tem relação com o Coronavírus?

“Bom dia! Estou com alguns sintomas estranhos e achei melhor perguntar. Semana passada estava com uma gripe leve, corisa, renite e garganta seca. De sábado para domingo apresentei um quadro de diarreia. No domingo apresentei fadiga, só conseguia levantar para fazer as coisas urgentes. Ontem ainda estava um pouco cansada, sem diarreia, mas com sensação dolorosa no absomem durante todo o dia e com uma sensação de indisposição. Tomei Resfenol e Alegra D. Hoje estou com a mesma sensação dolorosa no abdomem, com o corpo dolorido, nariz com pouca coriza e ardência. Tem alguma relação com os sintomas do Corona Vírus.”

 Os sintomas  mais comuns do Covid-19 é de febre associado a tosse,  falta de ar, coriza ou dor de garganta.

Em casos de maior gravidade, os sintomas mais frequentes são:

  • Dificuldade em respirar;
  • Dor no peito persistente;
  • Confusão mental recente ou lábios azulados.

Sendo assim, é importante saber se houve contato com alguém com confirmação da infecção por Covid-19, ou com retorno de viagem de fora do Brasil, ou se você mesmo está retornando de viagem.

No entanto, os estados do Rio de Janeiro e São Paulo já possuem casos de infecção comunitária, ou seja, quando não podemos mais identificar com precisão a relação da infecção com viagens ou pessoas que viajaram. É recomendado que pessoas com os sintomas  suspeitos realizem medidas preventivas como:

  • Evitar aglomerações e o transporte público;
  • Lavar as mãos com maior frequência e durante pelo menos 20 segundos;
  • Ao tossir sempre cobrir o rosto;
  • Monitorizar os sintomas, principalmente a febre e evitar ter contato próximo com outras pessoas. Dessa forma, é recomendado procurar um médico para prosseguimento da investigação diagnóstica e/ou piora dos sintomas.

Se você tiver alguma dúvida, pergunte ao médico!

Posts relacionados

Deixe um comentário