cuidados ao retornar ao trabalho cuidados ao retornar ao trabalho

Covid-19: cuidados ao retornar ao trabalho

5 minutos para ler

Apesar de o mundo ainda viver a pandemia do coronavírus vários países, incluindo o Brasil, já estão retomando gradativamente suas atividades econômicas.

cuidados ao retornar ao trabalho

Com comércios e empresas parcialmente abertos mais pessoas circulam pelas ruas.

Com isso, a preocupação com o risco de contaminação é maior para quem precisa trocar o isolamento pelo distanciamento social. Funcionários dos primeiros setores liberados para abertura devem reforçar os cuidados no retorno ao trabalho.

Esse cuidado começa desde a saída de casa, passando pelo transporte público e, principalmente no ambiente corporativo, que deve manter as práticas e protocolos sanitários preventivos recomendados pelas organizações de saúde.

Ficou interessado no assunto? Então, continue a leitura e confira quais os protocolos para um retorno ao trabalho seguro.

Flexibilização

O relaxamento das medidas restritivas contra o coronavírus no Brasil- o encerramento do chamado lockdown- iniciou em algumas cidades no mês de junho, quando houve ligeira estabilidade no número de mortes/casos nas capitais.

Mas o vírus migrou para o interior desses estados, e, em algumas capitais ainda há oscilação nos números até agora, o que deixa a população em dúvida.

O último boletim do consórcio de órgãos de imprensa, apurado com as secretarias de saúde dos estados, mostra que 9 estados e o Distrito Federal estão com a taxa de mortes diárias por Covid-19 em alta.

E os números oscilam diariamente, o que reforça a necessidade da prevenção, já que ainda não há vacina e nem tratamento específico para a doença.

Cuidados nos transportes públicos

Como medida de proteção, governos e municípios estabeleceram decretos para garantir a higienização dos veículos a cada viagem, além de acentos marcados, com distanciamento de pelo menos 1 metro entre os passageiros.

Reduzir a lotação é uma exigência para que esses veículos sejam ônibus, vans ou metrôs possam circular. Mas os telejornais mostram diariamente o contrário. Passageiros aglomerados nas filas e nos transportes lotados.

Evitar entrar nessas conduções lotadas é uma medida importante. O uso da máscara, que é obrigatório por lei em muitos estados; e do álcool em gel, também são imprescindíveis, assim como manter o distanciamento dos demais passageiros.

Uso de máscaras

Uma pesquisa feita na Alemanha e publicada este mês, em no site VoxEU, comprovou que o uso da máscara pela população pode reduzir em 40% a taxa de crescimento das infecções pelo coronavírus.

Os pesquisadores analisaram casos na cidade de Jena, a primeira a adotar o uso da máscara na Alemanha, no dia 6 de abril. O resto do país só adotou a medida no dia 27 do mesmo mês.

Após o uso das máscaras o número de novos casos caiu para quase zero nos dias seguintes.

Isso porque, como várias instituições científicas vêm alertando, a máscara é uma barreira que impede que as gotículas de saliva se espalhem no ambiente e contaminem outras pessoas.

No mês passado a OMS inclusive recomendou que elas passassem a ter três camadas: de preferência um forro de algodão, uma camada externa de poliéster e um filtro entre as duas, de polipropileno ou outro tecido.

Distanciamento

O distanciamento é tão ou até mais importante dentro da empresa quanto nas ruas e no transporte público, principalmente porque é um ambiente fechado onde um grupo de pessoas fica concentrado por várias horas.

Por isso, dependendo da atividade, as corporações devem tomar medidas como, redução do número de funcionários por expediente, que pode ser feita através de rodízio de escalas, jornadas parciais.

Em caso de escritórios, a alternância de baias de computadores é outra exigência para manter a distância segura entre os trabalhadores.

Ar condicionado x ventilação

Um estudo realizado pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças de Guangzhou, na China, em maio deste ano, mostrou que o ar condicionado favorece a propagação do vírus.

A análise foi feita através de um caso de contaminação em um restaurante que não tinha janelas. A conclusão foi que a corrente de ar passava pelas mesas onde as pessoas foram diagnosticadas com a doença.

Por isso a recomendação geral é manter os locais de trabalho sempre arejados, com as janelas abertas para evitar o risco de disseminação do vírus.

Testagem

Algumas empresas com medidas mais cuidadosas e preocupadas com a saúde dos funcionários também podem adotar a testagem das equipes ou funcionários isoladamente, mas somente em caso de indicação médica.

É uma forma de oferecer mais um serviço de assistência em saúde aos trabalhadores. Lembrando que o resultado negativo não é 100% confiável e que é necessário manter os cuidados e o isolamento.

Não esquecendo ainda da obrigatoriedade de disponibilizar álcool em gel e máscaras para eles e das demais medidas exigidas pelas autoridades de saúde.

Conscientização

Vale lembrar que o trabalho de conscientização é importante, com informativos nos quadros de aviso, alertando para as medidas de higiene, como lavar as mãos, usar álcool em gel; evitar tocar no rosto e nos olhos e; etiqueta da tosse.

Lembrando que não é apenas a empresa que deve se preocupar com essa prevenção. Ela é um dever de todos!

E você, continua se prevenindo contra o coronavírus? Lembre que a pandemia ainda não acabou!

Texto: Luciana Cavalcante

Gostou do nosso post? Quer receber outras dicas em primeira mão? Então, não se esqueça de acompanhar as nossas redes sociais!

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário