descarte máscara descarte máscara

Descarte de máscaras exige cuidados

4 minutos para ler

A máscara já faz parte do nosso dia a dia e não sabemos até quando ela será necessária, pois está entre as principais medidas protetivas para conter a proliferação do coronavírus, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde).

Vale lembrar que seu uso é obrigatório, não só para proteger quem usa, mas a todos. E é também uma alternativa para evitar a falta do modelo N95, usado por profissionais de saúde e que não devemos relaxar os demais cuidados, como manter a higiene das mãos, evitar tocar o rosto e, principalmente, manter o distanciamento social.

Dito isso, temos que lembrar que, embora não seja um equipamento médico, está sendo usado como um e, como tal, carrega contaminação.

Daí a importância de, além de cuidar da higienização antes da reutilização – no caso das feitas de pano – fazer o descarte de forma diferenciada seja de qual material for.

Ficou interessado(a) no assunto? Então, continue a leitura e aprenda como descartar corretamente as máscaras.

Produção

Assim como os outros setores de economia, a indústria têxtil e de confecções também precisou se adequar ao novo cenário. 

No auge da crise, no começo do ano, muitas praticamente trocaram a sua linha de produção para confeccionar máscaras, tanto pela queda em suas demandas habituais, como pelo surgimento da nova demanda.

Dessa forma fábricas de fardas e vestuário foram responsáveis em confeccionar dois milhões de máscaras de tecido e conseguiram triplicar essa marca para 6 milhões.

Essa ampliação foi imprescindível no combate à Covid-19, já que muitos insumos estavam em falta devido à demanda global para a China, uma das maiores produtoras de equipamentos de proteção individual e hospitalares.

Descarte seletivo

Como não estamos habituados ao uso desse acessório é normal achar que se trata de um lixo comum. Mas não é. O descarte dele deve seguir alguns procedimentos visando à segurança.

Temos que lembrar que os profissionais da coleta de resíduos terão contato com as máscaras e que podem se contaminar pela covid-19.  Mesmo usando equipamento de proteção individual, ainda assim é um risco para eles.

Como fazer

A página do Senado traz algumas orientações detalhadas sobre o descarte das máscaras e que segue as orientações das autoridades de saúde. Lembrando que vale também para as de pano. 

Os passos são:

  • Tirar a máscara pelo elástico, não tocando na frente; 
  • Ir fazendo o descarte em uma sacola de plástica;
  • Quando a sacola estiver com 2/3 de sua capacidade fechá-la e colocar dentro de outra sacola mais resistente;
  • Identificar a sacola indicando que se trata de máscaras usadas;
  • Depositar junto com o lixo orgânico para evitar que catadores de recicláveis tenham contato com elas.

Impacto ambiental

Não podemos esquecer que esse lixo pode poluir a natureza, principalmente os rios. E tudo o que já vimos em 2020 com a pandemia como erupções de vulcões, mostram que uma hora a natureza cobra a conta da destruição.

Prova disso, é que cientistas da Fiocruz acharam coronavírus no esgoto de Niterói. Embora não signifique que ele possa ser transmitido pelo esgoto, isso já acende um alerta.

Outra preocupação é com a poluição que as máscaras podem provocar nos oceanos.  Animais marinhos já foram encontrados mortos com elásticos de máscaras presos ou por ter engolido parte delas.

Por isso mais uma atitude importante no descarte desse item de proteção é cortar os elásticos para evitar mais estragos à natureza.

Além de evitar a contaminação pelo coronavírus temos que repensar a nossa relação com a natureza.

#sepuderfiqueemcasa

Texto: Luciana Cavalcante

Para manter-se informado, nada melhor do que acessar um conteúdo de qualidade, não é mesmo? Por isso, siga nossas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades e tendências do setor.

Posts relacionados

Deixe um comentário