De recomendação à obrigatoriedade. A maioria dos estados brasileiros já decretou o uso das máscaras como mais uma medida protetiva para conter a proliferação do coronavírus, seguindo orientação da OMS.

Vale lembrar que ela é apenas uma barreira de proteção que pode ser usada pela população em geral também para evitar a falta do modelo N95, destinado exclusivamente para profissionais de saúde.

Mas também, que não devemos relaxar os outros cuidados como manter a higiene das mãos, evitar tocar o rosto e, principalmente, manter o distanciamento social.

Dito isso temos que lembrar que, embora não seja um equipamento médico, está sendo usado como um e, como tal, carrega contaminação.

Daí a importância de, além de cuidar da higienização antes da reutilização, no caso das de pano, fazer o descarte de forma diferenciada seja de qual material for.

Ficou interessado no assunto? Então, continue a leitura e aprenda como descartar corretamente as máscaras

Produção

Assim como os outros setores de economia a indústria têxtil e de confecções também precisou se adequar ao novo cenário. 

Nos últimos 30 dias, segundo a ABIT, 140 delas converteram suas atividades para fabricar máscaras descartáveis de TNT.

Agilizando os processos fabris, as empresas colocaram 75 milhões de unidades desse produto no mercado. Além dele, o segmento também passou a fabricar aventais hospitalares.

Descarte seletivo

Como não estamos habituados ao uso desse acessório é normal achar que se trata de um lixo comum. Mas não é. O descarte dele deve seguir alguns procedimentos visando à segurança.

Temos que lembrar que os profissionais da coleta de resíduos terão contato com as máscaras e que podem se contaminar pela covid-19.  Mesmo usando Equipamento de Proteção Individual ainda assim é um risco para eles.

Como fazer

A página do Senado traz algumas orientações detalhadas sobre o descarte das máscaras e que segue as orientações das autoridades de saúde. Lembrando que vale também para as de pano. Os passos são:

-Tirar a máscara pelo elástico, não tocando na frente; 

– Ir colocando em uma sacola de plástico;

– Quando a sacola estiver com 2/3 de sua capacidade fechá-la e colocar dentro de outra sacola mais resistente;

– Identificar a sacola indicando que se trata de máscaras usadas;

– Depositar junto com o lixo orgânico para evitar que catadores de recicláveis tenham contato com elas.

Impacto ambiental

Não podemos esquecer que esse lixo e pode poluir a natureza, principalmente os rios. E tudo o que já vimos nos últimos meses com a pandemia, erupções de vulcão, mostra que uma hora a natureza cobra a conta da destruição.

Prova disso, é que cientistas da Fiocruz acharam hoje o coronavírus no esgoto de Niterói. Embora não signifique que ele possa ser transmitido pelo esgoto, isso já acende um alerta.

Além de evitar a contaminação pelo coronavírus temos que repensar a nossa relação com a natureza.

#sepuderfiqueemcasa 

Texto: Luciana Cavalcante

Para manter-se informado, nada melhor do que acessar um conteúdo de qualidade, não é mesmo? Por isso, assine a nossa newsletter e receba, em primeira mão, todas as novidades e tendências do setor