Subscribe Now

Trending News

Descubra como classificar o grau de insalubridade
Saúde no Trabalho

Descubra como classificar o grau de insalubridade

Saber como classificar o grau de insalubridade é fundamental para o gestor contabilizar os acréscimos salariais e adequar o ambiente de trabalho para evitar problemas clínicos nos trabalhadores.

No entanto, muitos gestores carecem de informações completas e eficientes para apurar os riscos ambientais que os trabalhadores estão expostos, o que compromete a produtividade da empresa.

Quer saber como classificar o grau de insalubridade no ambiente de trabalho? Então, não perca as informações que abordaremos a seguir!

Afinal, o que é insalubridade?

Insalubridade é a condição nociva a qual o trabalhador estará exposto durante o expediente. Essa condição está relacionada ao tipo de agente ou a duração do evento enquanto o indivíduo estiver trabalhando.

Sendo assim, a empresa deve monitorar as condições insalubres conforme legislação trabalhista, oferecer equipamentos de proteção individual e coletivo juntamente ao treinamento sobre os riscos dessa exposição.

Além disso, é importante determinar o limite de tolerância dos agentes nocivos, bem como tempo de exposição e a percepção de adicional sobre o salário mínimo estabelecido por região.

Portanto é fundamental que a equipe da medicina do trabalho faça esse levantamento, realize exames periódicos nos funcionários para mensurar a saúde ocupacional coletiva e aponte situações que impactam na produtividade das atividades.

Dessa forma, os gestores terão funcionários mais saudáveis e eficientes, menor absenteísmo e estarão condizente com a legislação trabalhista a fim de tornar a empresa uma das referências nesse assunto.

Quais atividades são consideradas insalubres?

Consideram-se atividades insalubres aquelas que envolvem ruídos contínuos ou intermitentes, radiações não ionizantes, trabalho sob condições hiperbáricas, vibrações dos equipamentos e manuseios de agentes químicos.

Também se enquadram nessas condições os trabalhadores que estão em contato com agentes biológicos, tais como profissionais de saúde que assistem pacientes em isolamentos por doenças infectocontagiosas ou que trabalham em laboratórios de análises clínicas, gabinetes de autópsias etc.

Outras atividades insalubres são aquelas em contato com locais alagados ou encharcados, que possuem umidade excessiva, como também para trabalhadores que são expostos ao calor excessivo.

Como classificar o grau de insalubridade?

O grau de insalubridade é estabelecido durante o laudo de inspeção do local de trabalho para fins de quantificação da exposição. Sendo assim, os fiscais do Ministério do Trabalho avaliam o tempo de exposição e as condições do ambiente laboral.

Nesse sentido, é assegurado um percentual de adicional no salário mínimo conforme a classificação em máximo, médio e mínimo. Nessas situações, o empregado receberá um acréscimo 40, 20 e 10%, respectivamente.

Ressalta-se que nos casos de incidência de mais de um fator de insalubridade, será considerado o grau mais elevado, no entanto a eliminação da exposição neutraliza a obrigatoriedade de considerar esse acréscimo.

Saber como classificar o grau de insalubridade em um ambiente de trabalho é muito importante para direcionar as ações preventivas e corretivas a serem avaliadas, a levantar os custos de cada trabalhador, a monitorar constantemente a saúde desses indivíduos e estar em dia com as obrigações trabalhistas. Para tanto é fundamental conhecer as principais características bem com as responsabilidades do gestor.

Agora que já entendeu sobre insalubridade, não deixe de ler também três ações para cuidar da saúde dos trabalhadores.

fale conoscoPowered by Rock Convert

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *