Dieta para Lactantes, saiba quais são os nutrientes essenciais para essa fase

4 minutos para ler

Durante o primeiro ano de vida, o bebê irá crescer como nunca na vida. Ele provavelmente irá triplicar de peso e passar por vários picos de crescimento ao longo dos meses. Nesse período, a alimentação do bebê precisa conter os nutrientes essenciais para que ele possa se desenvolver da maneira mais saudável possível.

E que melhor fonte de alimento e mais completo para os bebês que não leite materno? Ele contém todos os nutrientes necessários para o bebê até os seis meses de idade, de forma exclusiva, como recomendado pelo Ministério da Saúde. E pode ser mantido, de forma complementar, até os dois anos de idade ou mais.

Quer saber então quais são os nutrientes mais importantes para a saúde da criança que as mamães lactantes devem ingerir para poder transmitir através da amamentação?

Continue a leitura pra conferir.


Ferro

Ao longo dos seis primeiros meses de vida, o leite materno supre as necessidades de ferro do bebê.

Este nutriente é essencial poir ajuda a desenvolver as células sanguíneas e o cérebro. Este desenvolvimento inicial estabelece as bases para tudo o que está por vir.

A falta dele pode causar doenças como: anemia ferropriva, retardo no desenvolvimento neuropsicomotor, diminuição das defesas do organismo e da capacidade intelectual e motora.


Cálcio

Nutriente que forma ossos e dentes fortes e que deve ser ofertado às crianças em quantidades adequadas junto à uma dieta equilibrada.


Gorduras

No leite materno, após os carboidratos, são as gorduras, também conhecidas como lipídios, que aparecem em maior abundância. Funcionam como reservas energéticas e desempenham funções metabólicas. Além da participação na síntese de hormônios, de sais biliares, absorção das vitaminas lipossolúveis (A,D,E e K) e também na formação das membranas celulares.

Na infância as gorduras como Omega 3, Omega 6, o DHA e o ARA, por exemplo, apresentam importantes papéis fisiológicos e estruturais, como:

– Melhor formação e funcionamento de todos os órgãos e tecidos
– Melhor desenvolvimento físico, imunológico, cerebral e metabólico


Proteínas

São especialmente importantes para os bebês, já que participam da formação dos tecidos musculares e auxiliam no crescimento e desenvolvimento do organismo.


Carboidratos

Principais fornecedores de energia, por isso seu consumo balanceado é muito importante para favorecer o crescimento adequado do bebê. Oferecê-los na dieta é importante para permitir que a criança ganhe peso e continue crescendo normalmente.


Prebióticos

São componentes similares às fibras que têm a capacidade de auxiliar na formação da microbiota intestinal, e com isso pode ajudar a reduzir o desconforto intestinal (como cólicas) e a diminuir a incidência de infecções e alergias.


Vitamina D

Assim como o cálcio, a vitamina D ajuda na manutenção da saúde óssea através da absorção do cálcio. Ela tem a função de ajudar o corpo a absorver o cálcio e o fósforo ingeridos para formar ossos fortes.


Zinco

Tem papel importante no crescimento do bebê, pois ajuda as células a crescerem e a se repararem, fortalece o sistema imunológico e estimula o desenvolvimento dos órgãos reprodutores e do cérebro.


Vitamina A

Contribui para a manutenção da visão e do sistema imunológico saudáveis.


Vitaminas do complexo B

Ajudam no metabolismo energético e têm a função de equilibrar o sistema neurológico e imunológico. A B2 também protege as células do organismo contra eventuais danos. Já a B6 mantém o cérebro e o sistema imunológico saudáveis. Por fim, a vitamina B12 tem a função de manter os nervos e células sanguíneas saudáveis, além de produzir DNA (o material genético presente em cada célula).


Vitamina C

Na infância tem um papel importante para auxiliar na absorção de ferro.

Curtiu nossas dicas? Está gestante ou conhece alguma mamãe que gostaria de receber essas dicas? Basta copiar o link deste artigo e compartilhar com quem você quiser.

Aproveite também para seguir nossas redes sociais (Instagram e Facebook) e ficar pro dentro de mais dicas de saúde e bem-estar.

Posts relacionados

Deixe um comentário