O absenteísmo no trabalho é um dos maiores custos indiretos de uma empresa. De onde você acha que surgiu a expressão ”tempo é dinheiro”?

O brasileiro acha que não há problema em atrasar aqueles 15 minutinhos em compromissos pessoais. Mas no trabalho, este é um dos piores defeitos que um colaborador pode ter.

Mesmo quando o funcionário é excepcionalmente bom, faltas frequentes podem colocar todo o seu talento em questão.

Trata-se de um grande problema que deve ser combatido. Para te ajudar nessa missão, vamos propor três formas de diminuir as taxas de absenteísmo no trabalho. Confira:

Invista na comunicação

Comunicação deve ser um dos principais pilares de qualquer relação interpessoal, e no ambiente corporativo não é diferente. E quando o assunto é taxas de absenteísmo, este artifício torna-se ainda mais urgente

Os superiores e o RH devem manter o canal de comunicação com os colaboradores sempre aberto. Dessa forma, será possível discutir os possíveis motivos das faltas e atrasos recorrentes.

É claro que há funcionários que se atrasam desde o primeiro dia de ofício. Este claramente é um problema deles com o relógio. Mas em casos de colaboradores que passaram a ter dificuldades neste sentido recentemente, eles pode estar passando por algo pessoal em casa que esteja afetando o trabalho, o que infelizmente é totalmente natural.

No primeiro cenário, deve-se haver uma séria conversa, já que a questão é pura falta de responsabilidade com compromissos corporativos. Já na segunda situação, a abordagem deve ser empática.

Quando o colaborador sabe que tem o sinal verde para poder conversar com os superiores, ele se sentirá mais confortável em explicar o que está acontecendo para causar o absenteísmo no trabalho. A resposta deve ser compreensiva e incentivadora. Uma boa ideia é propor um horário alternativo durante aquele período, por exemplo.

Ao ser acolhido no trabalho, o colaborador se sentirá ainda mais pertencente à empresa. E quando surgirem outras questões, ele se sentirá novamente confortável para compartilhar.

Recompensas

Um fator trabalha junto com o outro. Então após a comunicação ser bem estabelecida para melhorar o bem estar no trabalho, uma boa ideia para diminuir as taxas de faltas e atrasos e implementar recompensas para aqueles que não os fazem.

Prêmio para o colaborador que sempre chega 10 minutos antes! E para aquele que não faltou em tantos meses! Mas principalmente para a figura que era conhecida como a atrasada, mas conseguiu melhorar!

Que prêmio é esse? As possibilidades são infinitas. Aumento de X reais no vale refeição, curtir o happy hour de graça, uma garrafa de vinho, uma caixa de som que é lançamento… 

Se a empresa tiver algum tipo de convênio ou parceria com empresas de produtos interessantes, mais fácil ainda.

Fato é que os colaboradores vão querer se esforçar para cumprir a meta de vencer o absenteísmo no trabalho se os prêmios forem de arregalar os olhos.

Home office

Ainda sobre a intersecção das formas de superar o absenteísmo no trabalho, uma das recompensas da meta pode ser um dia de home office. Ou dois dias, ou uma semana, até.

Para casos em que o colaborador está com um problema pontual de atrasos e faltas, por exemplo, trabalhar de casa pode ser bastante efetivo durante este período desafiador..

Na verdade, esta pode ser uma opção fixa, para além de uma pontual recompensa ou solução, se estiver de acordo com as diretrizes da empresa.

Mas é preciso ter certo cuidado para o colaborador não associar home office à comodismo e acabar trabalhando menos ou pior.

Gostou das dicas para diminuir as taxas de absenteísmo? Siga a Conexa Saúde no Instagram para ficar por dentro de tudo!

Texto: Manoela Caldas.

Powered by Rock Convert