Este não é um artigo fácil de ser escrito. Trata-se de um dilema extremamente pessoal e que envolve mil e um fatores a serem analisados.

Não poderemos te dar uma resposta definitiva. Nossa proposta aqui é levantar alguns pontos a serem considerados, para que assim, você possa tomar a decisão com mais clareza.

Tudo que envolve emprego é extremamente delicado. É um campo difícil da vida. Afinal, você irá trabalhar na maioria do seu tempo de vida. O ideal é que seja com algo que te dê sustento e satisfação ao mesmo tempo. Infelizmente, é comum que precisemos abrir mão de um dos lados.

Se você está vivendo o dilema de não saber se é o momento de partir para uma outra experiência ou não, continue lendo o artigo.

Comece a busca

Algo que parece óbvio mas muitas pessoas esquecem é que você pode – e deve – começar a buscar novas oportunidades sem sair do seu atual emprego que te insatisfaz. Assim, você mantém a estabilidade financeira enquanto constrói o futuro.

Para quem está na dúvida se realmente quer sair, esta também é uma excelente opção. É uma maneira de testar o mercado, observar o que os concorrentes te oferecem e testar o seu desempenho nos processos seletivos.

Vamos supor que você receba feedbacks positivos de nenhuma entrevista de emprego que fez. Ao invés de se abalar, use isso como um combustível. Tente entender o porquê dos ‘nãos’ e invista em melhorar o seu currículo e portfólio. 

Estagnação na carreira

Um bom primeiro passo é pensar o que te faz querer mudar de emprego. Você está insatisfeito com o clima organizacional daquela empresa? Quer mudar totalmente de área? Ou quer buscar novas oportunidades porque se sente estagnado?

Já temos artigos no blog da Conexa Saúde sobre os dois primeiros pontos, então aqui vamos focar na estagnação

É bastante comum que a vontade de respirar novos ares venha desta sensação de não sair do lugar há anos. Agora, pense pelo ângulo do empregador: porque a empresa iria querer um funcionário estagnado?

Tudo bem você querer fazer a mudança de emprego. Mas antes disso, faça cursos de atualização, aprenda novas técnicas e se aprimore para voltar ao mercado.

Planejamento é chave

Se após a análise você chegou à conclusão que quer mesmo partir para outro emprego, planejamento é chave. Tanto financeiro, como da carreira.

Pense se você pode seguir a primeira dica que demos neste artigo de aplicar para vagas sem sair do atual emprego. Caso não, você precisa se planejar financeiramente para o tempo que ficará entre trabalhos. 

O mais seguro é ter uma reserva do seu custo de vida por um ano. Para chegar neste valor que sabemos que não é baixo, você deve começar a poupar bem antes de pedir os papéis.

O planejamento de carreira conversa com o que falamos sobre estagnação. Pense que caminho você precisa traçar para chegar onde deseja profissionalmente. E então, corra atrás.

Gostou das dicas? Não deixe de seguir a página da Conexa Saúde no LinkedIn.

Texto: Manoela Caldas.

Powered by Rock Convert