Subscribe Now

Trending News

Especial Saúde da Mulher | AVC
Bem Estar

Especial Saúde da Mulher | AVC

No Especial Saúde da Mulher de hoje, iremos abordar um tema que precisa de maior conscientização: AVC em mulheres.

Pela primeira vez, mais mulheres brasileiras sofreram mais com AVC do que homens.

Entender os motivos e sintomas por trás dos derrames no sexo feminino é muito importante para obter, realmente, uma conscientização. Por isso, continue a leitura para se informar a respeito desse assunto.

Contexto

Diante um contexto em que há aumento da escolaridade, da entrada e permanência no mercado de trabalho, diminuição do tamanho das famílias, dupla jornada, rotina exaustiva e o aumento dos domicílios chefiados por mulheres, acaba faltando tempo para cuidar da própria saúde.

De acordo com os dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), cresceu significativamente entre 2010 e 2015 o número de mortes em decorrência do Acidente Vascular Cerebral (AVC). Esse aumento está relacionado à falta de prevenção, visto que os pacientes não estão consultando periodicamente um especialista. Certamente, essa prevenção é muito importante para monitorar os fatores de risco do AVC, no qual o principal vilão é a pressão alta.

Além disso, os números mostram que o AVC mata mais do que câncer de mama e câncer de colo de útero. Então, o alerta para o AVC é muito importante!

Prevenção

Popularmente conhecido como derrame, os acidentes vasculares cerebrais (AVC) são atualmente os principais responsáveis por incapacidade, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Por isso, é preciso estar atento para os fatores de risco para o AVC. Podemos listar entre os fatores de risco, por exemplo, a má alimentação, sedentarismo, estresse, tabagismo, alcoolismo, hipertensão, diabetes e colesterol alto.

Através do controle desses fatores, mais de 90% dos AVCs podem ser evitados. Por isso, a importância da prevenção. O lado positivo é que esse risco pode ser diminuído em até 80% com uma alimentação adequada, acompanhamento médico e prática de atividades físicas.

Como reconhecer um AVC

Você sabe o que é a Escala Samua? A Escala SAMU é fácil de ser aplicada diante de uma pessoa com suspeita de AVC. Lembre-se de quatro palavras: sorriso, abraço, mensagem, urgente.

Peça para a pessoa dar um sorriso, porque durante um derrame, é comum a pessoa não conseguir sorrir com os dois lados da boca. Também oriente a pessoa a levantar o braço e atenção se houver dificuldade para erguê-lo. Peça para a pessoa repetir uma frase ou mensagem, pois a dificuldade na fala é outro indício.

Se, de repente, você sentir algum desses sintomas, chame imediatamente o SAMU 192.

Os sintomas

As mulheres precisam conhecer os sintomas de um AVC para agir rapidamente e, assim, diminuir o risco de sequelas mais graves. Os sintomas do derrame são: perda súbita da força muscular em um lado do corpo, formigamento/dormência em um lado do corpo, dificuldade súbita para falar e/ou compreender o que se fala, perda visual súbita, particularmente de um olho apenas, tontura/vertigem e/ou dificuldade no equilíbrio de instalação súbita, e dor de cabeça súbita, diferente de todas que a pessoa já sentiu, sem causa aparente.

Tratamento para quem sofreu um AVC

Apesar das medidas para diminuir o risco de ter um acidente vascular cerebral, alguns pacientes não conseguem evitar o problema e precisam de tratamento.

Veja a seguir os tipos de tratamento em cada um dos tipos de AVC:

Acidente Vascular cerebral isquêmico

O tratamento consiste em desobstruir o vaso cerebral afetado, normalizando a circulação cerebral. Quanto mais rápido o tratamento for iniciado, maiores as chances de salvar os neurônios que estão em sofrimento. Dessa forma, diminui muito ou até evita as sequelas do AVC.

Acidente vascular cerebral hemorrágico

O tratamento cirúrgico pode ser necessário para conter a hemorragia. Depois de estabilizada a situação, o tratamento está na prevenção de um novo derrame e na recuperação das funções afetadas.

As áreas do cérebro afetadas pelo AVC podem se reconstituir aos poucos se receberem os estímulos certos. Por isso, programas de reabilitação são muito importantes, pois ajudam o paciente a retomar atividades diárias e funções que ficaram comprometidas.

E aí, o que você achou dos artigos da série Especial Saúde da Mulher?

Com certeza, é muito importante criar uma conscientização diante aos temas relacionados à saúde, além de consultar periodicamente o médico e focar na prevenção do problema. Busque sempre se informar, conhecendo os sintomas e formas de tratamentos das doenças que merecem um alerta.

Referências

https://www.pfizer.com.br/noticias/O-que-e-acidente-vascular-cerebral-AVC-tipos-prevencao-tratamento

Aumento de casos de AVC entre mulheres alerta para necessidade de prevenção

fale conoscoPowered by Rock Convert

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *