Subscribe Now

Trending News

Excesso de atestado médico: como agir com esse fato?
Saúde no Trabalho

Excesso de atestado médico: como agir com esse fato?

Uma das principais questões com as quais as empresas precisam lidar atualmente é a ausência em demasia de funcionários por motivo de doença. A ocorrência desse tipo de situação é mais comum do que se pensa — independentemente do porte ou segmento da organização. Por isso, é importante saber como agir diante o excesso de atestado médico no ambiente corporativo.

Isso porque são os colaboradores que contribuem para o crescimento do negócio como um todo. Assim, quando um profissional não comparece ao trabalho, as empresas precisam encontrar maneiras de manter sua função em vigor normalmente, pois, caso contrário, as operações da corporação podem ser prejudicadas e, consequentemente, seus resultados serão comprometidos.

Ficou interessado no assunto? Então, continue a leitura e confira como lidar com o excesso de atestado médico em sua empresa.

O que a legislação diz sobre o atestado médico?

Apesar de grande parte das empresas reprovar o excesso de faltas ao trabalho — mesmo quando justificadas por motivo de saúde e comprovadas por meio da apresentação de atestado médico —, o fato é que esse recurso é considerado um instrumento jurídico.

Isso significa que o empregador pode recusar o documento e descontar o dia do salário do colaborador apenas se conseguir comprovar por meio de uma junta médica que o profissional está apto ao trabalho, afinal, o atestado médico é um direito do funcionário.

Como funciona o uso de atestado médico nas organizações?

O atestado médico é um documento que tem a função de justificar e abonar a ausência de um colaborador no trabalho, seja por motivo de doença ou pelo comparecimento a uma consulta clínica. Dessa forma, ele fica livre de sofrer qualquer tipo de penalidade como advertência, suspensão, desconto no salário ou demissão por justa causa.

Embora a legislação não determine um prazo para que o funcionário apresente o atestado, a empresa pode estabelecer normas quanto a essa entrega — em geral, é solicitado que seja realizada em até 48 horas.

Qual a melhor maneira de gerenciar e armazenar os atestados médicos?

Para as organizações, o gerenciamento e arquivamento dos documentos é um processo fundamental, pois, em caso de fiscalização ou comprovação diante da Justiça, elas terão como provar as informações solicitadas.

Além disso, com esse controle é possível acompanhar o desempenho de cada funcionário e identificar se algum deles está apresentando excesso de atestado médico.

Entre as opções de armazenamento, a digitalização da papelada é o recurso mais eficiente, afinal, a alternativa reduz o risco de perda e, ainda, otimiza o tempo e aumenta a produtividade.

O que fazer quando um funcionário apresenta excesso de atestado médico?

Como mencionado, a apresentação de um grande número de atestados prejudica a empresa como um todo, pois, tanto o seu desempenho, quanto o andamento dos processos ficam comprometidos. Nesse contexto, é importante que a organização elabore estratégias eficientes para lidar com essa situação.

Uma boa solução é ter uma conversa franca com o colaborador para tentar resolver a circunstância. Dessa forma, a empresa deve procurar entender o que está acontecendo e se colocar à disposição para ajudá-lo no que for preciso.

Além disso, por meio desse diálogo, será possível identificar se o funcionário realmente está com algum problema de saúde ou se a intenção dele é ser demitido por causa desse comportamento.

Como diminuir o excesso de atestado médico?

Tanto no ambiente corporativo, quanto na parte pessoal, a qualidade de vida de uma pessoa permite que ela conquiste mais energia, saúde e disposição para realizar suas atividades — além de reduzir os níveis de estresse e a incidência de enfermidades.

Por isso, as empresas devem investir em estratégias voltadas para o bem-estar de seus funcionários como a realização de campanhas laborais sobre saúde, postura e prevenção, promoção de palestras voltadas para a prática de esportes e oferecimento de refeições saudáveis, nutritivas e balanceadas, por exemplo.

Dessa forma, as organizações garantem o bom desempenho dos profissionais no dia a dia e, ainda, diminuem o número de faltas.

Como você pode ver, embora o atestado médico seja um direito do colaborador, é possível reduzir o índice de documentos emitidos com estratégias importantes, como a realização de campanhas laborais e incentivo ao cuidado com a própria saúde — assim, a empresa diminui o excesso de atestado médico e, ainda, investe no bem-estar de seus funcionários.

Este conteúdo sobre excesso de atestado médico foi útil para você? Então, deixe seu comentário no post e compartilhe a sua opinião com a gente.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

fale conoscoPowered by Rock Convert

Posts relacionados

1 Comentário

  1. Avatar
    Www.Garnernews.Net

    It works quite well for me

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *