liderança nas organizações liderança nas organizações

Novo líder deve priorizar a gestão de pessoas

3 minutos para ler

Esqueça aquela ideia de chefe que fica sentado atrás da mesa dando ordem e só cobrando os funcionários.

O mercado de trabalho mudou, se modernizou com o avanço da tecnologia e as cobranças agora são outras. Para adequar-se a esse novo cenário e estar em condições de competir, é preciso não só investir em pessoal qualificado, mas principalmente em gestão de pessoas.

Liderar não é tarefa fácil, como muitos pensam. As empresas sabem que é do líder a responsabilidade de levar a equipe a obter os melhores resultados. Por isso quem está à frente do trabalho precisa desenvolver habilidades que incentivem e impulsionam a produtividade dos funcionários. Chefes à moda antiga acabam contribuindo para o absenteísmo e até a perda de talentos, pois dificultam a convivência na empresa.

Quer saber mais sobre a nova liderança nas organizações? Então, não deixe de ler nosso post de hoje!

Liderança não é dom

Que alguns indivíduos têm mais facilidade de liderar que outros é indiscutível.

Mas não podemos dizer que isso é necessariamente um dom. A capacidade de liderar é uma habilidade que se desenvolve através das experiências que passamos na vida. O próprio dicionário classifica o líder como: “indivíduo que tem autoridade para comandar ou coordenar outros”.  Isso foi delegado a ele, não é nato.

É preciso fazer essa diferenciação porque alguns indivíduos são colocados nessa posição nas organizações sem sequer ser preparados para isso.

A importância da gestão de pessoas

A questão da preparação é muito importante para assumir um cargo de chefia. Isso porque, na maioria das vezes, o gestor tem apenas o conhecimento técnico da sua função, mas nem sempre tem preparo para conduzir as relações interpessoais. 

Para isso é importante dominar também técnicas de gestão de pessoas e assim lidar com o comportamento de cada funcionário e do grupo como um todo, conduzindo os processos da melhor forma possível para o melhor resultado.

Principais características

Além de ter um comportamento condizente com a missão e os valores da empresa, o novo gestor tem que ser um porto seguro para sua equipe. Deve inspirar confiança, honestidade, caráter, tratar os funcionários com respeito. 

Mas principalmente deve estar aberto a ideias e sugestões, e também a críticas. É aquele que está sempre presente para orientar seus subordinados e caminhar junto com eles com entusiasmo para inspirá-los a produzir mais e melhor.

Vantagens da nova liderança

As vantagens da nova liderança nas organizações são visíveis.  Chefes mais engajados com as equipes dão mais sugestões e participam dos projetos em todas as suas fases, ganham a confiança dos funcionários, tornando-os mais abertos e incentivados a apresentar suas ideias com mais tranquilidade.

A quebra dessa barreira chefe-subordinado melhora o relacionamento e, consequentemente, reflete nos resultados. Funcionários estimulados tem maior índice de produtividade, tornando a empresa mais competitiva no mercado de trabalho.

Texto: Luciana Cavalcante

Gostou do nosso post? Quer receber outras dicas em primeira mão? Então, não se esqueça de se inscrever em nossa newsletter e fique por dentro dos próximos artigos! 

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário