Subscribe Now

Trending News

O que é exame admissional?
Saúde no Trabalho

O que é exame admissional?

O exame admissional é importante tanto para empresa quanto para o trabalhador.

Por meio dele, verifica-se a capacidade do candidato para a vaga de trabalho. Sendo assim, é possível detectar se o mesmo possui condições de saúde requeridas para exercer determinada atividade. Por exemplo, um motorista precisa enxergar bem para dirigir.

Preservar a saúde do colaborador e verificar se existem outras condições que possam ser agravadas pelo trabalho é outra importante função deste exame.

Continua a leitura para ficar por dentro do assunto!

Exame admissional e a lei

Por lei, o exame admissional serve para proteger a saúde do trabalhador, e não para discriminar ou excluir potenciais candidatos a emprego.

Além disso, qualquer ato discriminatório praticado pela empresa no momento da admissão pode dar margem à ação judicial do candidato, visando à contratação, bem como ação por danos morais.

Com ele, doenças pré-existentes podem ser detectadas. O médico do trabalho responsável pelo exame deve procurar conhecer a vida pregressa do trabalhador e possíveis contatos com agentes nocivos à saúde nos empregos anteriores.

O exame também é uma forma de proteger o empregador de ser culpado por doenças ocupacionais pré-existentes. Assim, está evitando que o mesmo pague indenizações indevidas.

Os exames admissionais

O exame é realizado antes do empregado ser contratado pela empresa. Há também uma conversa para tomar conhecimento do “histórico” médico do candidato e outras informações complementares. Isso serve para o médico decidir sobre a aptidão da pessoa que está sendo submetida a eles.

Alguns deles são: hemograma completo, glicemia, eletroencefalograma, eletrocardiograma e audiometria (para verificar se há algum problema de audição). Em alguns casos, são pedidos exames oftalmológicos.

Os exames considerados discriminatórios são: a realização de exames de gravidez, de esterilização e HIV (AIDS).

Caso desconfie que a eliminação do processo pelo resultado de algum desses exames, os direitos podem ser reivindicados na Justiça.

Reprovar um candidato no exame médico

Para que a decisão seja tomada de forma correta, é importante o médico conhecer as condições do trabalho. Por isso, o exame admissional deve ser conduzido por médicos de trabalho que tenham boa qualificação técnica e familiaridade com o local de trabalho.

Ela acrescenta que o médico do trabalho não deve reprovar um candidato simplesmente porque ele tem uma doença, como hipertensão, por exemplo.

Se o candidato tiver pressão alta, mas a pressão estiver sob controle e a atividade de trabalho não agravar o quadro, ele deve ser considerado apto e monitorado durante os exames médicos periódicos.

Qualquer inaptidão que não seja bem explicada e embasada, pode resvalar na discriminação. Por exemplo, as situações clássicas de empresas que deixam de contratar indivíduos obesos, pessoas com deficiências, portadores de doenças crônicas.

Em relação a gestantes e portadores do vírus HIV, a questão é ainda mais grave, porque os exames são proibidos por lei.

Caso o candidato seja reprovado, é fundamental que o médico explique que o que está em foco é a saúde e não o emprego. Além de frisar que aquela condição de saúde que o reprovou não seria impeditivo em outras situações.

Orientar o candidato

Em empresas grandes, é possível verificar a possibilidade de outra vaga para o mesmo candidato. É preciso orientar sobre os cuidados com a saúde, qual serviço médico procurar, como tomar um medicamento adequadamente.

É importante levar um tempo considerável para conversar com o trabalhador. É comum a tarefa de dar a notícia ficar com o médico.

Gostou do post? Quer ficar por dentro de outras dicas como essa e garantir a saúde de seus colaboradores? Então, siga nosso Facebook e nosso LinkedIn e acompanhe as novidades! 

fale conoscoPowered by Rock Convert

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *