O que é Mindfulness e como ele melhora a produtividade e a saúde mental? O que é Mindfulness e como ele melhora a produtividade e a saúde mental?

O que é Mindfulness? Saiba mais sobre esse aliado da saúde mental

7 minutos para ler

O imediatismo e o excesso de informação no dia a dia têm nos feito viver de forma mais automática. Com a alta quantidade de estímulos, acabamos por sentir uma imensa dificuldade de ter foco – e é aqui que entra o Mindfulness.

Já em 2010, dois psicólogos da Universidade de Harvard realizaram um estudo que apontou que a nossa mente está dispersa em 47% do tempo. Em outras palavras, é como se passássemos quase metade do nosso tempo pensando no passado ou no futuro, e não vivendo o presente.

Sabemos que falar em “viver o presente” pode parecer algo clichê e bobo, mas a verdade é que passamos a sobrecarregar nossa cabeça com informações que roubam toda a nossa atenção, mesmo quando já estamos realizando uma atividade.

Por exemplo, sabe quando escovamos os dentes e deixamos a mente divagar para nossos próximos afazeres e preocupações? É como se estivéssemos repetindo esse comportamento com outras atividades, inclusive, menos simples do que a higiene bucal.

E essa sobrecarga está impactando diretamente a nossa saúde mental, e, por consequência, refletindo em nossos relacionamentos, afazeres de rotina e até mesmo no trabalho.

Nesse sentido, a técnica de Mindfulness pode ser uma ótima aliada no momento de trabalhar a habilidade de focar.

Vale lembrar que o excesso de pensamentos pode ser sintoma de problemas de ansiedade, burnout, e até depressão, e por isso, sempre é aconselhado o acompanhamento psicológico e psiquiátricos. Afinal, o Mindfulness não substitui de forma alguma o acompanhamento profissional, e sim, funciona como uma ferramenta auxiliar.

Sendo assim, confira agora o que é o Mindfulness e como ele pode ajudar a otimizar a sua saúde mental!

Afinal, o que é Mindfulness?

Em resumo, o termo Mindfulness une as palavras em inglês “mind”, que significa “mente”, e “fulness”, que quer dizer “completo”, sendo traduzido como Atenção Plena. Sendo assim, é uma técnica de autocontrole que busca otimizar a nossa capacidade de focar de maneira plena no momento presente.

Nesse sentido, essa prática incentiva a intenção de estar 100% consciente do nosso estado corporal e emocional durante as atividades da rotina. Conectando o pensamento com a ação, passamos a disciplinar nossa mente de outra forma.

Com isso, passamos a nos condicionar a manter a atenção no que estamos fazendo, e, assim, aprender a lidar com o nosso fluxo de pensamento.

Essa busca ao foco tem origem do oriente médio e do budismo. Apesar de não ser uma técnica de meditação, sua prática usa alguns elementos semelhantes, como o foco na respiração, por exemplo.

Portanto, podemos entender o Mindfulness como uma ferramenta de apoio para a saúde mental poderosa. Tanto que, quando unida ao acompanhamento psicológico e psiquiátrico, pode auxiliar no tratamento da ansiedade, síndrome de burnout, e até mesmo a depressão.

Afinal, quanto mais treinamos o foco, mais autoconhecimento desenvolvemos, de forma física e mental.

Qual a diferença entre o Mindfulness e a Meditação?

Apesar do Mindfulness trazer diversos conceitos da meditação, a meditação em si é diferente.

A principal diferença entre as duas coisas é de que o mindfulness pode ser realizado em todo o momento, em qualquer lugar. Afinal, a prática deve ser feita durante o dia, enquanto trabalhamos, estudamos, ou até mesmo limpamos a casa, por exemplo.

Já a meditação em si exige o foco pleno na própria atividade. É preciso estar em um lugar tranquilo, se sentar com as pernas cruzadas, fechar os olhos e tentar esvaziar a mente, e observar de forma calma o seu fluxo de pensamentos.

Quais são os benefícios dessa prática?

Como falamos, o Mindfulness tem um grande impacto na saúde mental em geral, e isso é apontado inclusive pela neurociência. Por isso, trouxemos uma lista para você conferir quais são os principais benefícios:

  • Desenvolvimento da inteligência emocional;
  • Exercita a empatia;
  • Melhora a qualidade do sono e permite uma avaliação consciente dos pensamentos;
  • Diminui a velocidade de envelhecimento do cérebro, e melhora a memória;
  • Incentiva a criatividade;
  • Ajuda a otimizar nossos relacionamentos, tanto pessoais quando profissionais;
  • Quando unido ao acompanhamento profissional de um psicólogo e/ou um psiquiatra, pode melhorar os resultados do tratamento clínico de burnout, ansiedade, depressão, e até mesmo estresse pós-traumático.

5 dicas para começar a praticar

Gostou da técnica de Mindfulness e quer saber como pode começar a trabalhar nela? Confira 5 dicas que vão ajudar!

1. Preste atenção na sua respiração

Como falamos, o Mindfulness trabalha com algumas práticas da meditação, e o foco na respiração é uma delas.

Sendo assim, o exercício é prestar atenção no caminho que o ar percorre ao entrar pelas narinas, passar pela garganta, e encher os pulmões – e o contrário na exalação. Conectar o pensamento, o movimento e a respiração ajuda a reduzir o fluxo de pensamentos.

2. Exercite o foco em tarefas simples

Atualmente, caminhamos cada dia mais em direção ao multitasking, ou seja, na realização de múltiplas funções ao mesmo tempo. E isso está impactando na saúde mental, e gerando cada vez mais aquela sensação de estar fazendo algo e de repente perceber que não se lembra em como chegou até ali.

Nesse sentido, é comum escutarmos relatos de amigos e colegas que, de tanto realizar o mesmo caminho para o trabalho todos os dias, passam por situações de não perceber que tinha saído de casa até estar quase chegando ao escritório.

Por isso, o Mindfulness faz a proposta de prestar atenção em pequenas tarefas, como escovar os dentes, por exemplo. Assim, começamos a condicionar a nossa mente a estar mais presente, mesmo que em atividades quase que automáticas.

3. Faça pausas

Quando finalizar alguma tarefa mais difícil ou cansativa, faça uma pequena pausa entre 3 e 5 minutos.

Dessa forma, você dá um tempo para o cérebro finalizar aquela determinada linha de pensamento e de conexões mentais, para então, focar em outra atividade.

4. Aumente a percepção do ambiente

Nos casos em que a mente está muito agitada, se torna cada vez mais difícil focar apenas na sua respiração para voltar a concentração, por exemplo. Sendo assim, uma coisa que pode ajudar é aumentar a sua percepção do ambiente ao seu redor.

Enquanto se concentra em inspirar e expirar de forma equilibrada, tome consciência do lugar em que você está. Está frio ou quente? Barulhento ou silencioso? Existe algum cheiro que se destaca no ar?

5. Esteja aberto a procurar ajuda

Quando a saúde mental está mais comprometida, se torna mais difícil utilizar práticas como o Mindfulness.

Isso acontece porque ansiedade e depressão são condições clínicas, e assim como outras doenças, precisam de tratamento e acompanhamento profissional.

Por isso, se estiver sentido muita inquietação, desânimo e cansaço, considere realizar uma consulta psicológica ou psiquiátrica. Com o acompanhamento correto, você pode recuperar a qualidade de vida e lidar melhor com momentos difíceis.

Como aplicar o Mindfulness no ambiente de trabalho?

Já no âmbito organizacional, esta técnica tem sido avaliada, reconhecida e até utilizada no desenvolvimento profissional dos colaboradores, possibilitando um aumento da produtividade e aperfeiçoamento da liderança nas empresas.

Para isso, você pode seguir algumas das nossas dicas:

  • Planeje e agende suas tarefas, mesmo as mais simples;
  • Separe momentos específicos para ler e-mails. Muitas vezes, sentimos dificuldade em focar na caixa de entrada enquanto estamos distraídos com outros afazeres. Por isso, reservar dois momentos no dia para trabalhar nisso pode ajudar;
  • Feche as abas do seu navegador que não estão sendo utilizadas.

Agora que você conheceu um pouco dessa prática e seus benefícios, já pode iniciar o seu processo de exercitar a atenção plena, melhorando a sua qualidade de vida pessoal e profissional.

Também sugerimos que você acompanhe a Conexa no Instagram e Facebook para sempre ficar por dentro de outros conteúdos que podem te ajudar em sua rotina!

Posts relacionados

Deixe um comentário