Subscribe Now

Trending News

Mas afinal, o que é saúde?
Bem Estar

Mas afinal, o que é saúde?

Não há uma definição exata sobre o que é saúde. Nesse assunto, estão envolvidos fatores sociais e emocionais nos quais o indivíduo está inserido, indo muito além do referencial biomédico, clínico ou epidemiológico.

Diante disso, esse conceito é singular e também variável de pessoa para pessoa. Sendo assim, é importante reconhecer o significado para cada indivíduo, a fim de garantir boa adesão aos cuidados primários à saúde.

Quer entender melhor sobre esse assunto? Então, continue com a gente e saiba mais!

O que é saúde?

Há diversos conceitos disseminados pelo mundo. Todos eles têm em comum a ausência de doença.

No Oriente, entende-se que o processo saúde-doença está associado às forças vitais que existem no corpo. Quando há harmonia entre elas traduz em saúde, enquanto que o contrário se manifesta a doença.

Já segundo o conceito da OMS, divulgado em 7 de abril de 1948 (desde então considerado o Dia Mundial da Saúde), é o estado do mais completo bem-estar físico, mental e social, e não apenas a ausência de enfermidade.

Então, é considerado uma utopia no mundo contemporâneo, implicando em dificuldades ao adotar medidas de promoção e prevenção.

Acessibilidade

Em relação ao acesso à assistência médica observou-se desigualdades na saúde entre os países desenvolvidos e em desenvolvimento. 

É fundamental o Governo se responsabilizar em prover o acesso igualitário à saúde e a participação dos profissionais de saúde para implementar planejamento nesse cuidado.

A estratégia para garantir equidade na saúde deve-se basear em locais e horários acessíveis à comunidade, participação ativa dos pacientes em encontros e reuniões e os custos com os serviços de devem ser compatíveis com a situação econômica da região.

Cuidados

Pensando nos cuidados da população,  é mais benéfico investir em acesso à água potável e alimentos saudáveis do que dispor de diversos medicamentos. Ou é melhor evitar o tabagismo do que submeter-se a radiografias de pulmão todos os anos. Logo, é fundamental que o sistema de saúde público pense em selecionar prioridades com o objetivo de evitar agravos

Para garantir uma adequada saúde às pessoas deve-se ter cuidados primários, adaptados às condições econômicas e socioculturais. Por exemplo, educação continuada em saúde, nutrição adequada, saneamento básico, cuidados materno- infantis, planejamento familiar, imunizações, prevenção e controle dos agravos.

Atenção aos cuidados básicos

É notório que os serviços básicos são indispensáveis para a promoção da saúde e prevenção de comorbidades ou doenças.

Esses cuidados básicos, incluem:

  • Imunizações;
  • Controle de grupos socialmente mais vulneráveis e de maior risco como gestantes e crianças;
  • Reconhecimento precoce de doenças como febre, diarreia, verminoses;
  • Promover melhorias na alimentação;
  • Ações para melhorias no saneamento básico;
  • Abastecimento de água tratada;
  • Realização de exames laboratoriais;
  • Rastreios periódicos;
  • Além disso, é fundamental a análise do ambiente que o paciente está inserido, avaliando o estado mental do mesmo e seus familiares.

Dessa forma, é de conhecimento geral que a autopercepção de saúde e o que reflete para cada pessoa, é um importante indicador do nível da mesma. É considerada fator contribuidor para diagnóstico e adesão terapêutica, e representa preditor da morbimortalidade.

Se você gostou deste post e quer ter acesso a mais conteúdo relacionados e como ter melhor qualidade de vida, assine nossa newsletter! Você vai começar a receber novidades diretamente em seu e-mail.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert
fale conoscoPowered by Rock Convert

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *