relação médico paciente relação médico paciente

Relação médico-paciente: entenda a importância e como melhorá-la

3 minutos para ler

O setor de saúde vem passando por diversas transformações nos últimos e, de alguma forma, isso pode influenciar bastante a clássica relação médico-paciente, que era tão comum até então. O fato é que os procedimentos evoluem, como é o caso do uso da telemedicina, no qual os profissionais passam a atender cada vez mais a distância. 

Apesar de isso ser considerado um excelente avanço para a área médica em diversos aspectos, por outro lado pode requerer um tempo de adaptação do público e apresentar uma certa resistência para se criar uma relação mais próxima. 

Assim sendo, indiscutivelmente, é papel do médico e das empresas que adotam a medicina como uma solução moderna conscientizar e adequar a visão do paciente dentro dessa nova tendência tão essencial hoje. 

Quer saber melhor como fazer isso? Então, confira nossas dicas a seguir e coloque-as em prática. Vamos lá! 

Passe confiança 

É normal que qualquer mudança de hábito demande um tempo de adaptação de algumas pessoas, inclusive, podendo haver desconfiança ou dúvidas sobre novas práticas que são diferentes daquilo que elas estavam acostumadas a fazer. O primeiro passo para isso é conquistar a confiança de quem está do outro lado. No caso da telemedicina, essa tarefa cabe, basicamente, aos profissionais da saúde. 

Portanto, antes de uma consulta ou de uma simples conversa por meio de uma plataforma de telemedicina, é importante tentar orientar o ouvinte sobre essa nova prática, suas facilidades, as vantagens que ele ganha com isso e a flexibilidade que a tecnologia permite nesse caso. 

Transmita empatia e realize um atendimento humanizado 

A relação médico-paciente dentro do universo da telemedicina também deve ser trabalhada por meio de um atendimento o mais humanizado possível. Afinal, não é porque a consulta é realizada de forma digital que o procedimento precisa ser mecânico ou distante da pessoa. 

É possível trabalhar com empatia e de uma forma mais natural, permitindo ouvir as necessidades do paciente. Nesse sentido, não torne a conversa muito engessada. Ofereça uma oportunidade para “quebrar o gelo”, abra espaço para um bate-papo mais fluido e à vontade. Mostre-se sempre à disposição e busque conversar naturalmente com a pessoa. 

Seja transparente sempre

Outra dica para melhorar a relação médico-paciente em tempos de telemedicina é transmitir toda a transparência que essa prática permite.

Por exemplo, busque abordar tudo de forma clara durante o atendimento. Porém, mais do que isso, explique todas as facilidades e funcionalidades que a tecnologia permite ao paciente, como a segurança de seus dados, sua confidencialidade, a possibilidade de pesquisar e consultar seus laudos a qualquer hora, entre outros. 

Enfim, essas são algumas dicas essenciais para melhorar cada vez mais sua relação médico-paciente. Vale ressaltar que o uso da telemedicina é muito mais do que uma tendência global.

Atualmente, em tempos de pandemia, temos visto o destaque que essa prática tem possibilitado para os atendimentos e as orientações de milhões de pessoas ao redor do mundo. Portanto, valorize esses conselhos e usufrua dessa poderosa ferramenta de trabalho.

Gostou das dicas? Quer saber mais? Então, não deixe de ler também nosso próximo artigo e descubra a importância de se trabalhar com um atendimento personalizado com seus pacientes.

Posts relacionados

Deixe um comentário