rendimento da equipe rendimento da equipe

O estresse no trabalho pode atrapalhar rendimento da equipe

3 minutos para ler

Naturalmente, você quer que o seu time trabalhe a todo vapor, dando sempre o melhor de si. O curioso é que muitas empresas se auto sabotam neste quesito. Contratam os melhores profissionais, mas oferecem um ambiente destrutivo.

Você já pode ter olhado para os escritórios modernos de startups e pensado: como garantir que o trabalho está sendo feito? Afinal, a moda é ter mesa de sinuca, videogame, cerveja liberada nas sextas-feiras e até escorrega.

Se este é o ambiente proporcionado por algumas das maiores empresas do mundo, você pode ter certeza que o rendimento da equipe não é afetado.

Na verdade, ele é. Para melhor. O motivo não está no ambiente descolado, e sim na filosofia que ele carrega por trás.

O peso do estresse no trabalho

Antes de pensar em formas de tornar o ambiente corporativo mais leve, é preciso entender o que trabalhar com estresse verdadeiramente significa

Nós, da Conexa Saúde, sempre batemos na tecla de que a saúde do colaborador é a saúde da empresa. Afinal, o rendimento da equipe está imediatamente relacionado com um time apto e disposto, mental e fisicamente.

No século das questões psicológicas, estresse está longe de ser ”mimimi”. Em maio deste ano, a Organização Mundial de Saúde declarou que a síndrome de burnout, condição causada por o esgotamento no trabalho, oficialmente se tornará uma doença em 2022, quando sai a versão atualizada da Classificação Internacional de Doenças. 

O efeito será prático, uma vez que esta poderá ser considerada uma doença trabalhista. Mais do que nunca, o estresse causado pela empresa será reconhecido como responsabilidade da própria.

Menor produtividade

Passou da hora de parar de normatizar o estresse. ”Quando o funcionário veste a camisa e se preocupa com o que faz, o estresse é uma resposta natural, certo?” Errado.

Pesquisa feita por a empresa Towers Watson mostrou que colaboradores com alto nível de estresse no trabalho são menos engajados e produtivos. Eles também têm níveis mais altos de absenteísmo.

Agora pense que o colaborador estressando não é apenas um. Muitas vezes, são times inteiros. A dinâmica pode ser corrompida, o rendimento da equipe cai e o relacionamento interpessoal pode ser afetado.

Como identificar o estresse

Não temos dúvidas de que você definitivamente não quer este cenário na sua empresa. 

Para te ajudar a identificar se o estresse domina o seu ambiente de trabalho, listamos alguns fatores que devem levantar a bandeira vermelha. Estes são apenas exemplos mais abrangentes, mas cada caso é um caso.

  • Os colaboradores estão constantemente doentes;
  • A comunicação interpessoal tem um tom ríspido;
  • O rendimento da equipe era ótimo e caiu bruscamente;
  • A rotatividade de funcionários é alta.

Importante dizer que não nos referimos a períodos de crise nas corporações. E sim de um problema crônico que protagoniza o ambiente de trabalho independente das fases.

Gostou do artigo? Não deixe de seguir a página da Conexa Saúde no LinkedIn.

Texto: Manoela Caldas.

Jornalista 

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário