Subscribe Now

Trending News

Saiba mais sobre a segurança de dados na saúde
Telemedicina

Saiba mais sobre a segurança de dados na saúde

Tecnologia. Inovação. Transformações. Diante esse contexto, surge uma nova tendência global de aplicação da tecnologia na saúde. Essa tendência global se chama Health Tech.

É muito importante discutir sobre a segurança de dados na saúde, ainda mais diante tantas novas tecnologias que estão surgindo!

Mas o que é essa segurança de dados? Qual a importância disso? Acompanhe conosco!

O que é a segurança de dados?

Os dados são de extrema importância em qualquer setor. Ainda mais no setor de saúde, que é um dos mais vulneráveis quanto a riscos e ameaças.

Mas, muitas vezes a vulnerabilidade não está no sistema e sim nos protocolos de segurança de dados na saúde. Até mesmo porque, nesse âmbito, existe a coleta e gerenciamento de uma grande quantidade de informações importantes, relativas aos atendimentos que são prestados a cada paciente.

Esses dados de caráter médico são confidenciais. Além disso, também precisam ser 100% confiáveis para que assegurem a qualidade e o acerto nos atendimentos. Em planejamentos cirúrgicos ou tratamentos mais sérios, os dados são fundamentais para que até mesmo a vida do paciente não seja colocada em risco. 

Exemplo de dados

Temos como exemplo de dados na saúde o registro de histórico das consultas, procedimentos, exames, entre outros.

Eles são imprescindíveis para contextualizar o problema, investigação de causas e condutas tomadas no caso de cada pessoa que é atendida por alguma especialidade ou até mesmo em uma eventualidade, como em prontos-socorros.

Tipos de Informações: Clínicas e Pessoais

As informações reunidas sobre um paciente englobam dois tipos de classificação.

  • Clínicas:histórico relacionado à saúde e às consultas mesmo estas determinadas como estritamente confidenciais pelo Conselho Federal de Medicina.
  • Pessoais: dados relativos à identificação do paciente, localização, e assim por diante. Ambas podem compor um prontuário que, após unido, se torna protegido por consenso.

O imenso volume de senhas de cartões de crédito e a diversidade de relatórios médicos passíveis de sequestro, fazem da área médica a que possui o melhor custo x benefício nas tentativas de intrusões.

Não só as informações clínicas devem ser preservadas de forma rigorosa. Pessoas mal intencionadas que tenham acesso a cópias de documentos pessoais de outros indivíduos (como RGs) podem utilizá-los para fins ilícitos, como clonagem de cartões ou de documentos de identidade e até mesmo golpes maiores se passando pelo verdadeiro portador.

Tecnologia na segurança de dados

Processos envolvendo estas informações ficam registrados, ou seja, auxiliados por tecnologia, presentes em praticamente qualquer setor atualmente.

Nos hospitais, consultórios particulares, clínicas ou centros de diagnóstico, por exemplo, é comum que se veja computadores fazendo todo o trabalho de armazenamento e gestão dos dados coletados.

É normal que os ambientes no setor da saúde estejam informatizados, tendência que facilita a rotina da área. Contudo, restringir o acesso aos dados confidenciais com logins e senhas autorizadas é uma medida, no mínimo, muito recomendada.

Entendendo a HIPAA e ANS

O chamado Portabilidade de Informações de Saúde (definido pela sigla inglesa HIPAA), serve para instituir normas que assegurem o controle das informações detidas por inúmeros tipos de organizações envolvidas na saúde.

Portanto, empresas que atuem na área de segurança da informação em saúde precisam estar atentas a estas regras para promover a atividade de compliance.

A ANS, por sua vez, instituiu aqui no Brasil um padrão baseado nestes preceitos para também atuar neste controle e desde 2006 publicou diretrizes para incluir definitivamente a segurança da informação na área da saúde, exigindo o cumprimento do chamado ISO /NBR 17799 para armazenar prontuários digitalizados ou em papel, dando início a uma série de decisões para aumentar a proteção de tais documentos.

Para prevenir-se desse esse tipo de violação a sistemas hospitalares, é preciso implementar soluções de gestão em saúde dotadas de ferramentas criptográficas de alto impacto, que protejam os dados durante o tráfego e armazenamento.

Na Conexa Saúde, é possível ter um Dashboard com dados estruturados para poder mapear de forma segura as comorbidades dos seus pacientes. Além de ter a possibilidade de filtrar grupos de doentes crônicos e acessar o histórico dos pacientes de forma simples e objetiva! Entre em contato com a Conexa Saúde e saiba mais sobre a plataforma.

fale conoscoPowered by Rock Convert

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *