Subscribe Now

Trending News

Implantação do Sistema de Telecardiologia
Telemedicina

Implantação do Sistema de Telecardiologia

Sabendo que as doenças cardiovasculares são a maior causa de adoecimento e morte no Brasil, sendo responsáveis por ⅓ dos óbitos, no artigo de hoje iremos abordar mais sobre a telecardiologia.

Então, continue com a gente e fique por dentro da implantação do Sistema de telecardiologia!

Estatísticas

Em primeiro lugar, para entendermos esse cenário, vale falarmos um pouco sobre as estatísticas por trás da implantação do Sistema de telecardiologia. Um dos motivos para que as doenças cardiovasculares sejam a maior causa de adoecimento e morte no Brasil é a dificuldade do acesso à eletrocardiografia em áreas remotas e geograficamente distantes dos centros de saúde. 

Com isso, a telecardiologia surgiu para facilitar e ampliar o acesso da população aos métodos diagnósticos e à segunda opinião em cardiologia.

Assim, o médico pode atuar na prevenção e no diagnóstico precoce, melhorando a qualidade do atendimento com intervenção imediata para o cuidado com a saúde. 

Como funciona a Telecardiologia 

Você deve estar se perguntando: mas como funciona a telecardiologia?

Esse é um ramo da telemedicina especializada nos cuidados com as doenças do sistema cardiovascular. São utilizados eletrocardiógrafos digitais que armazenam as informações necessárias e em seguida, são transmitidas por meio do telefone ou internet para um cardiologista geograficamente distante. 

Dessa forma, o especialista avalia os dados e as informações pessoais de cada paciente (idade, sintomas e antecedentes de saúde. Depois, é respondido com um laudo apresentando o diagnóstico praticamente em tempo real. 

Benefícios dessa prática

Essa prática evita os deslocamentos de pacientes para outros locais e consequentemente reduz as complicações e até a morte. Com o diagnóstico precoce e sugestão para ação ou tratamento ideal, o quadro clínico no paciente é rapidamente estabilizado. 

A atuação da telemedicina ocorre em uma consulta de rotina ou em atendimento emergencial via ambulância, com a realização do eletrocardiograma.

  • Em cerca de 10 segundo é possível gravar a frequência cardíaca do paciente;
  • Em torno de 5 minutos os dados são enviados para o cardiologista;
  • Aproximadamente em 1 hora, o médico responsável pelo atendimento terá o laudo do especialista para prosseguir o atendimento com diagnóstico adequado. 

Vantagens da Telecardiologia

Agora que já citamos os benefícios dessa prática, vamos as vantagens da telecardiologia:

  • Redução de encaminhamentos desnecessários
  • Redução dos gastos da atenção à saúde;
  • Redução das internações inapropriadas;
  • Melhor qualidade da assistência;
  • Resultado imediato do eletrocardiograma;
  • Discussão de casos clínicos com especialistas de diversos locais, facilitando troca de experiências médicas;
  • Fortalece medidas de prevenção da saúde, com educação continuada e motivando adoção de hábitos saudáveis;
  • Paciente passa a ser o responsável pelas mudanças e melhorias da qualidade de vida.

Acesso à especialidade em áreas remotas

Boa parte dos serviços de cardiologia se concentram nos grandes centros urbanos, de modo que se torna difícil o acesso à saúde das populações do interior

O eletrocardiograma  é um método diagnóstico de fácil realização, baixo custo e com grandes significados na prática clínica. 

Segunda opinião em Telecardiologia

 Os principais motivos de solicitarem a Segunda opinião na Cardiologia são as dúvidas quanto à solicitação e interpretação de exames complementares como ECG e Ecocardiograma, assim como a condução do tratamento de patologias cardiovasculares, representando cerca de 75% dos casos de solicitação de segunda opinião médica. 

Telecardiologia e casos mais diagnosticados

Os casos mais diagnosticados na telecardiologia são:

  • Hipertensão arterial sistêmica (HAS);
  • Insuficiência cardíaca congestiva (ICC);
  • Arritmias. 

Sendo assim, a implantação da Telecardiologia em áreas remotas e desprovidas de recursos tão importantes para o diagnóstico, como o Eletrocardiograma, é fundamental para o prognóstico de muitas vidas.

Por isso faz-se necessário a utilização de tecnologias simples e com custo relativamente baixo para ampliar o acesso a serviço de saúde de qualidade. 

O que você achou sobre o artigo de hoje? Já que agora você está por dentro da telecardiologia, leia também esse artigo sobre as áreas da medicina mais beneficiadas pela telemedicina!

Texto: Lyz Tavares

fale conoscoPowered by Rock Convert

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *