Como a telemedicina pode melhorar a qualidade de vida de funcionários mais velhos? Como a telemedicina pode melhorar a qualidade de vida de funcionários mais velhos?

Telemedicina e a qualidade de vida de funcionários mais velhos

4 minutos para ler

A telemedicina tem sido um ótimo meio de disponibilizar assistência médica para os colaboradores da empresa, sem que haja a necessidade de locomoção. Sendo assim, um público que foi muito beneficiado com a telessaúde são os funcionários mais velhos.

Nesse sentido, com a chegada da pandemia, surgiu a necessidade de colocar o trabalho remoto em prática, e muitos profissionais tiveram que readaptar suas rotinas. Através disso, as empresas também tiveram que repensar sua gestão e otimizar ações que auxiliem seus colaboradores na rotina de trabalho. 

Como os funcionários mais velhos estão lidando com o home office?

Atualmente, existem cerca de 54 milhões de profissionais com mais de 50 anos no mercado de trabalho brasileiro. Esse levantamento foi feito pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e divulgado pela revista Exame

Embora algumas pessoas acreditem que quanto mais velho, mais dificuldade com recursos tecnológicos, isso não é bem verdade. 

Nesse sentido, uma pesquisa feita pela Nintex, empresa que trabalha com automação de fluxo de trabalho, aponta que 70% dos funcionários mais velhos entrevistados se sentem mais produtivos no trabalho remoto

Sendo assim, muitos profissionais +50 não só se adaptaram ao home office, como também preferem esse tipo de jornada pela possibilidade de organizar seus horários e outras demandas da vida pessoal. Afinal, dentro desse cenário eles possuem maior flexibilidade para cuidar da vida pessoal e profissional com mais tempo e disposição.  

Por isso, o digital se tornou muito mais familiar para pessoas que antes não eram tão próximas assim da tecnologia.

5 benefícios do home office

Confira agora uma lista das 5 principais vantagens com a jornada de trabalho remota:

  1. Diminuição de gastos com gasolina e transporte;
  2. Otimização do tempo e atividades diárias;
  3. Gestões mais estruturadas e centradas;
  4. Possibilidade de investir no bem-estar;
  5. Mais flexibilidade e conforto para trabalhar.

Mas, e a telemedicina?

A telemedicina vem oferecendo suporte para diversas pessoas durante a pandemia. Afinal, com a telessaúde é possível realizar não apenas consultas de forma remota, mas também um acompanhamento médico dedicado durante o isolamento social.

Com isso, é possível ter acesso fácil a diversos profissionais da saúde, de diferentes especialidades.

Sendo assim, muitas empresas passaram a adotar a telemedicina como um benefício para seus colaboradores, garantindo assim que eles tenham a assistência necessária nesse momento. Dessa maneira, a telemedicina segue a mesma lógica do home office, otimizando tempo e facilitando um atendimento médico de qualidade. 

Portanto, a telessaúde tem sido uma grande aliada das empresas, no que diz respeito à saúde e bem-estar dos seus colaboradores, principalmente para os funcionários mais velhos. Além disso, muitos colaboradores passaram a ter atendimento com profissionais de psicologia, aumentando sua estabilidade emocional e, consequentemente, sua produtividade na rotina de trabalho. 

Portanto, é possível afirmar que as taxas de absenteísmo e sinistralidade são reduzidos quando a telemedicina é adotada na empresa. Não apenas os funcionários mais velhos, mas os colaboradores como um todo podem resolver problemas médicos de maneira simples e eficiente, diminuindo idas à pronto socorro, por exemplo. 

Atualmente, muitas pessoas já entenderam que tanto a telessaúde, quanto o trabalho remoto, vieram para ficar. Dessa maneira, funcionários mais velhos estão se adaptando de forma positiva aos novos modelos de processos, inclusive pós a pandemia de Covid-19.  


Quer saber como implementar a telemedicina na sua empresa? Fale com a Conexa Saúde e conheça todas as possibilidades. Para mais conteúdos como esse fique de olho em nosso LinkedIn, Facebook e Instagram.

Posts relacionados

Deixe um comentário