Subscribe Now

Trending News

Telemedicina e Saúde Ocupacional
Telemedicina

Telemedicina e Saúde Ocupacional

A intensidade do trabalho pode gerar alterações sistêmicas, que muitas vezes são prejudiciais à saúde. 

Além disso, geralmente, os centros de saúde ficam disponíveis até as 17 horas. Nesse horário, os profissionais ainda estão no trabalho, sendo desprovidos de tempo para os cuidados com a própria saúde.

A Política Nacional de Saúde do trabalhado foi criada pelo Ministério da saúde. Tem como objetivo de reduzir os acidentes e doenças no trabalho.

Essa ação estabelece estratégias para promoção e proteção da saúde do trabalhador, redução da morbimortalidade com desenvolvimento de medidas para vigilância, diagnóstico precoce, tratamento e reabilitação da saúde. 

Esse artigo é sobre telemedicina e saúde ocupacional. Então, continue a leitura e confira algumas medidas para melhor controle da saúde dos trabalhadores.

Riscos à saúde do trabalhador 

Segundo o Ministério da Saúde, os fatores de risco para a saúde e segurança do trabalhador são divididos em 5 grupos:

  • Físicos: ruídos, vibrações, radiações ionizantes e não ionizantes, temperaturas extremas podendo gerar desidratação, doenças dermatológicas e agravamento das doenças reumatológicas;
  • Químicos: são substâncias químicas, seja líquida, gasosa ou partículas, comuns nos processos de determinados trabalhos;
  • Biológicos: relacionado aos profissionais da saúde, agricultura e pecuária sendo expostos a vírus, bactérias e parasitas nos ambientes;
  • Psicossociais: as doenças relacionadas ao esgotamento emocional. Podem decorrer de organização e gestão do trabalho inadequada, com relações autoritárias, falhas no treinamento e supervisão dos trabalhadores;
  • Acidentes de trabalho: relacionado aos trabalhadores sem equipamentos de proteção individual, limpeza do ambiente de trabalho e falha na sinalização. 

Atuação da telemedicina 

A telemedicina consiste no uso de tecnologias de informação e comunicação, com áudios interativos, videoconferências, telemetria e monitoramento remoto da saúde. 

O objetivo de usar essas inovações na saúde ocupacional é ampliar o acesso aos atendimentos de saúde à distância. É levado em consideração a falta de tempo disponibilizada à saúde dos trabalhadores e locais geograficamente distantes.

Além disso, essa ferramenta proporciona facilidade para solicitar a segunda opinião e troca de informações entre os médicos para o melhor cuidados com os profissionais. 

Vigilância aos trabalhadores diabéticos e hipertensos

Atualmente, as doenças cardiovasculares constituem a principal causa de mortalidade da população no mundo. Os principais fatores de risco são a Hipertensão arterial sistêmica e o Diabetes Mellitus

Com o diagnóstico precoce e controle dos parâmetros relacionados a essas comorbidades, há redução das complicações e garantia de melhor qualidade de vida. 

É extremamente importante o controle da glicemia e o nível ideal de insulina aos trabalhadores diabéticos. Esses trabalhadores se dedicam horas no trabalho, sendo submetidos aos estresses cotidianos e muitas vezes se alimentam de forma inadequada.

Para isso, foram desenvolvidos sistemas capazes de proporcionar o automonitoramento de insulina em tempo real. Além dos sensores para medição de glicemia (Glicosímetros).

Já em relação aos pacientes com doenças cardiovasculares, torna-se importante o monitoramentos dos sinais vitais, com leitura da frequência cardíaca e respiratória, contando também com sensor de pressão arterial. 

Glicosímetro no ambiente de trabalho 

É um dispositivo médico usado no cuidado aos pacientes diabéticos, para aferir a glicemia em qualquer momento.  Esse dispositivo pode transferir os dados com precisão aos profissionais da saúde, para assim monitorar em tempo real a saúde do trabalhador. 

Sensor de pressão arterial

Já é de conhecimento geral a falta de tempo destinada a saúde das pessoas que trabalham todos os dias. Sendo assim, a tecnologia tem como objetivo controlar os fatores de risco e otimizar o tempo tanto dos trabalhadores quanto dos profissionais da saúde.

O dispositivo para aferir a pressão arterial baseia-se nos batimentos cardíacos, a partir de um método oscilométrico simples que determina a pressão arterial. 

Agora que você já sabe como a união da telemedicina e saúde ocupacional pode ajudar na saúde dos trabalhadores, já pensa em implantá-la no seu trabalho? Ainda tem dúvidas em relação a essa estratégia? Deixe seu Comentário e compartilhe com seus amigos essas novidades.

fale conoscoPowered by Rock Convert

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *