Em tempos de epidemia e medo de contaminação, às vezes paramos para pensar em cuidados que a muito passam despercebidos como lavar as mãos, lavar os alimentos, não tocar os olhos com mão suja e se preocupar com a saúde dos mais velhos.

Você já parou para pensar que você pode estar levando alguma doença para quem está imunologicamente frágil?

Continue a leitura com a gente e saiba mais sobre o assunto!

A importância de se cuidar

É sabido que os idosos são mais frágeis que os jovens, tanto fisicamente em seus ossos e músculos, tanto em seu sistema imune, suas células já estão na “velhice”, chamada de senescência celular, o que acaba deixando a atividade contra bactérias e vírus mais fraca.

Por esse motivo nossos parentes e amigos de mais idade precisam ser lembrados da importância de se cuidar, e acima de tudo da importância das campanhas de vacinação, pois a vacinas fortalecem esse sistema de defesa e impedem que se desenvolvam quadros mais graves e algumas vezes previnem totalmente a doença.

Campanhas de vacinação

Agora, em surto de Coronavírus, paramos para pensar em sinais que estão em alta

  • Febre
  • Tosse
  • Dispneia

Mas… esses sinais NÃO são exclusivos de Coronavírus! Muitas infecções respiratórias podem ter estes sintomas e o essencial é que a maioria pode ser evitada se as campanhas de vacinação forem respeitadas.

Uma das maiores taxas de doenças com sintomas semelhantes a Coronavírus é a gripe (influenza), que pode inclusive também levar a morte.

Todo ano é realizada uma campanha de vacinação para influenza, geralmente antes do outono, para evitar a gripe na população.

Política de vacinação

Neste ano a política de vacinação vai se concentrar em três etapas.

Uma primeira começando segunda-feira (23/03) nos grupos de alto risco para Coronavírus, que são os idosos e profissionais de saúde, preconizando excluir o diagnóstico de Coronavírus.

A outra etapa para vacinação começa 16/04 com objetivo de abranger doentes crônicos, professores, forças de segurança e salvamento.

A última etapa se inicia em 9/05 para atender a crianças de 6 meses a 6 anos, pessoas de 55 a 59 anos, gestantes, puérperas, pessoas com necessidades especiais, funcionários penitenciários, indígenas, adolescentes e jovens cumprindo medidas socioeducativas e população carcerária.

Vacina contra gripe

A vacina para gripe NÃO TEM EFEITO CONTRA CORONAVÍRUS!

Seu funcionamento é contra os três principais vírus da gripe comum: H1N1, Influenza B e H3N2. É importante ressaltar que o calendário vacinal deve ser seguido, no ano de 2019 1.122 óbitos poderiam ter sido evitados pela vacinação contra influenza. Além de que uma vez tomada a vacina, facilita o diagnóstico entre as doenças, por exemplo de ser gripe ou Coronavírus de manifestações brandas.

Texto: André Quadros, estudante de Medicina e estagiário da Conexa

Para ter acesso a outros conteúdos como esse, acompanhe o nosso Instagram! Estamos publicando diariamente temas relevantes! Tem algum assunto que você gostaria de saber? Deixe nos comentários!

Referências:
COMEÇA SEGUNDA-FEIRA VACINAÇÃO CONTRA GRIPE. Ministério da Saúde, 20 de março de 2020. Disponível em: <https://www.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/46567-comeca-segunda-feira-vacinacao-contra-gripe>. Acesso em 21 de março de 2020.

Felinto, Gustavo Machado, Escosteguy, Claudia Caminha, & Medronho, Roberto de Andrade. (2019). Fatores associados ao óbito dos casos graves de influenza A(H1N1)pdm09. Cadernos Saúde Coletiva, 27(1), 11-19. Epub December 13, 2018. https://doi.org/10.1590/1414-462×201900010433