Subscribe Now

Trending News

Vacinação infantil |Especial Telemedicina
Telemedicina

Vacinação infantil |Especial Telemedicina

No Especial Telemedicina de hoje, falaremos sobre a vacinação infantil e sua importância.

Muitos pais se perguntam a cada ano por que vacinar seus filhos. Vou tentar explicar o porquê. Antes da existência de muitas das vacinas disponibilizadas hoje em dia, milhares – e algumas vezes milhões – de crianças infectavam-se com doenças que poderiam resultar em sequelas por toda a vida ou até mesmo a morte.

Essas doenças eram contagiosas, ou seja, disseminavam-se entre as crianças.

As doenças não deixaram de existir

A história do sucesso das imunizações, entretanto, pode levar os pais a pensarem que doenças como poliomielite, coqueluche e sarampo não existem mais. Mas elas existem!

Com o crescimento do movimento anti-vacinação que se iniciou após a publicação de um estudo comprovadamente fraudulento, o número de crianças não vacinadas vem aumentando. Desse modo, doenças já raras ou erradicadas estão ressurgindo. Por exemplo: Nos últimos anos, casos de sarampo têm sido reportados em várias partes do mundo.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, os países do continente europeu e africano registraram o maior número de casos da doença. Desde 2016 surtos de sarampo continuam ocorrendo na Europa. E aqui no Brasil, em 2018, o sarampo ressurgiu devido à circulação do vírus proveniente da Venezuela.

Uma questão de cidadania

Quando uma parte da população deixa de ser vacinada, criam-se grupos de pessoas suscetíveis, que possibilitam a circulação de agentes infecciosos. Quando eles trafegam e se multiplicam por aí, não afetam apenas aqueles que escolheram deixar de se vacinar, mas também aqueles que não podem ser imunizados. Dessa forma, vacinar deixa de ser uma questão individual: vacinar é uma questão de cidadania!

A vacinação infantil está funcionando

Portanto, o fato de nós não vermos mais certas doenças não significa que elas não existam. Isso simplesmente significa que as vacinas estão funcionando. Assim sendo, elas só continuarão funcionando se nós continuarmos a vacinar nossas crianças.

Então, não deixe de conferir aqui embaixo o calendário de vacinação de 2019 recomendado pela Sociedade Brasileira de Pediatra.

Mônica Rodrigues – Pediatra

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert
fale conoscoPowered by Rock Convert

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *